Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Primeira startup da Fundação Ezequiel Dias está entre as 100 mais quentes do país - Jornal Brasil em Folhas
Primeira startup da Fundação Ezequiel Dias está entre as 100 mais quentes do país


A Fundação Ezequiel Dias (Funed) está atenta aos movimentos de grupos conectados pela busca de respostas tecnológicas e criativas aos desafios e problemas da sociedade. Com isso, a primeira startup com parceira técnico-científica da fundação, a OncoTag encontra incentivo e, por mais uma vez, é destaque no universo do empreendedorismo e da inovação no Brasil.

Desenvolvedora de um kit para exame de câncer do ovário, a OncoTag foi incluída entre as “100 startups mais quentes do Brasil”, em um ranking que orienta investidores, aceleradoras e programas que buscam as empresas mais promissoras do país.

“A Funed incentiva a inovação por entender que precisamos estar conectados com a tendência nacional de promover a economia nas mais diversas áreas, inclusive na saúde, gerando produtos inovadores que possam trazer recursos para o estado”, afirma a bióloga coordenadora do Serviço de Biologia Celular da fundação, Luciana Maria Silva.

O bem sucedido ranqueamento da startup da Funed, dentre 1.300 startups inscritas e avaliadas por uma revista de repercussão nacional, é motivo de satisfação pelo trabalho desenvolvido, principalmente porque envolve atores públicos.

“É muito bom para a sociedade saber que dentro de instituições sérias como a Funed existem pesquisas feitas com qualidade e este reconhecimento nos fortalece e nos motiva a seguir cada vez mais nesse caminho da inovação”
Luciana Maria Silva, coordenadora do Serviço de Biologia Celular

O resultado foi publicado na revista “Pequenas Empresas & Grandes Negócios”, em um cenário favorável ao desenvolvimento e criação de startups, ainda mais quando a inovação tem sido uma das prioridades do Governo de Minas Gerais para diversificar e alavancar da economia.

Em Minas Gerais, além do ambiente proporcionado pelo Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development (Seed), única aceleradora de startups com recursos públicos do Brasil, a gestão estadual atua para promover a ciência, tecnologia e inovação, com vista ao desenvolvimento sustentável e à melhoria na qualidade de vida dos cidadãos.

A pesquisa

O Serviço de Biologia Celular da Funed tem como linha de pesquisa a oncologia de precisão e, neste universo de estudos, nasceu a OncoTag, a partir de projetos orientados pela coordenadora Luciana Silva, e compartilhados com a pesquisadora Letícia Braga e outros envolvidos.

Com atuação desde 2008 em pesquisas sobre o câncer ginecológico, a startup desenvolveu um kit de exame molecular para avaliação, com o desenvolvimento de biomarcadores genéticos, que pode ajudar os clínicos na escolha do melhor tratamento para suas pacientes.

“Com resultados positivos no Programa de Incentivo à Inovação (PII), ainda em 2008 fomos encorajadas a montar a OncoTag, que, a partir do registro, teve a possibilidade de receber recursos para que o projeto se tornasse realidade”, diz Letícia.

Agora, a proposta da startup é alcançar 17% das pacientes com câncer de ovário, no universo das 6 mil mulheres que adoecem no Brasil, realizando mil exames por ano para ajudar a salvar vidas e tornar a OncoTag viável.

“A principal estratégia é colocar o kit de marcadores dentro dos laboratórios de medicina diagnóstica, tendo médicos como influenciadores e, com isso, aumentar o acesso ao tratamento de precisão”, detalha a pesquisadora Letícia.

Nascida da necessidade de unir a pesquisa básica à prática clínica, a startup conta hoje com o envolvimento de profissionais e pesquisadores da Funed e das universidades federais de Minas Gerais (UFMG) e de Uberlândia (UFU).
Equipe da CELLtype, outra startup que está sendo gestada na Funed - Crédito: Divulgação/CELLtype

Pesquisador e empreendedor

A inovação está no centro da experiência desenvolvida pelas startups e na Funed está associada à pesquisa cientifica, fazendo com que pesquisadores entrem nesta dinâmica com outra atribuição: a de empreendedores.

Na OncoTag, uma equipe multidisciplinar assumiu o empreendimento. As biólogas da Funed Luciana Maria Silva e Letícia da Conceição Braga são as responsáveis pela condução do trabalho com o auxílio e participação da médica oncologista Nara Rosana, além do administrador Ricardo Oliveira.

A startup conta com a parceria do professor titular da UFMG, o médico ginecologista, Agnaldo Lopes, e de dois bioinformatas da Universidade Federal de Uberlândia, Laurence Amaral e Matheus Souza.

Luciana Maria destaca que a OncoTag já tem um termo de parceria técnico-cientifico publicado no Minas Gerais, Diário Oficial do Estado, e com este documento a atividade da startup é feita em plena sintonia com o Serviço de Biologia Celular.

Os pesquisadores da OncoTaq foram contemplados pelo edital de demanda universal da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) para realizar os estudos clínicos, nas fases I e II da pesquisa, e assinaram o Termo de Parceria da Thermo Scientific, um das linhas oferecidas pela fundação, para o fornecimento de insumos necessários até a fase clínica do estudo (fase III).

Reconhecimento

O Termo de Parceria entre OncoTag e Funed estabelece os estudos de biomarcadores em câncer de ovário, no entanto, a startup foi premiada em oportunidades distintas, como em 2016, no InovAtiva Brasil, o Programa de Aceleração do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Conquistou também o segundo lugar no Prêmio Fleury de Inovação e a publicação na revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, de abril de 2018, como uma das 100 startups no Brasil para serem observadas.

Além da OncoTag, está no início de suas atividades na Funed, a CELLtype, que já foi premiada em terceiro lugar no Programa de Aceleração Biostartublab, da Biominas, em 2018.

Ainda na fase de elaboração dos documentos necessários para a assinatura do Termo de Parceria, a CELLtype é conduzida pela doutoranda em Genética, Aline Brito. Compõem a equipe Milene Pereira Moreira, bióloga e doutoranda em Patologia; Marcelo Aguilar, graduando em Sistemas de Informação; e Norival Brito, graduando em Engenharia de Produção.

Sedectes e Seed

Investir em tecnologia e inovação é um dos carros-chefes do Governo de Minas Gerais. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes) coordena com sucesso o Seed, retomado em 2015 e que, desde então já oportunizou importantes ações e resultados para o segmento das startups.

Com o primeiro edital lançado em 2013, o Seed já promoveu quatro rodadas de aceleração. Até o momento, o programa atingiu a marca de 5.408 inscrições e contou com a participação de 152 startups, sendo 116 brasileiras e 36 estrangeiras de 25 nacionalidades, reunindo um total de 384 empreendedores.

As empresas aceleradas geraram 300 empregos diretos em Minas Gerais e captaram cerca de R$ 22 milhões em investimentos. O coworking do programa recebeu, apenas em 2017, 9 mil visitantes.

O Governo de Minas Gerais liberou, na atual gestão, cerca de R$ 11 milhões na terceira e quarta rodadas, em 2016 e 2017, já dentro do modelo de democratização do Seed.

Com o 5º edital, em andamento, o Seed espera atender todos os Territórios de Desenvolvimento de Minas Gerais, todos os estados do Brasil e países dos cinco continentes, como explica um dos coordenadores do programa, Bruno Scolari.

“A cada edital o Seed se consolida mais como um protagonista do efervescente ecossistema de empreendedorismo e inovação de Minas Gerais e do Brasil. A formação empreendedora e as atividades de difusão impactam a curto, médio e longo prazo a formação de uma mentalidade de negócios inovadores e o desenvolvimento social e econômico do nosso estado”, comenta.

O programa é parte do Minas Digital, iniciativa da Sedectes que tem como objetivo difundir a mentalidade empreendedora e tornar Minas Gerais o maior hub de startups e inovação da América Latina e é financiado pela Fapemig.

 

Últimas Notícias

Varejo perde R$ 19,5 bilhões em 2017 por danos em produtos e furtos
A partir deste sábado, candidatos só podem ser presos em flagrante
Brasileiros não se sentem prontos para lidar com a morte, diz pesquisa
Aos 95 anos, Gervásio Baptista recebe Medalha do Mérito Jornalístico
PF combate grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros
Primavera começa hoje com possibilidade de novo episódio do El Niño
Facebook anuncia medidas para combater contas falsas e desinformação
Polícia Militar faz operação na Rocinha

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212