Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Indea irá fiscalizar propriedades na fronteira com a Bolívia - Jornal Brasil em Folhas
Indea irá fiscalizar propriedades na fronteira com a Bolívia


A primeira etapa de vacinação contra a febre aftosa começou nesta terça-feira (01.05), em Mato Grosso. Durante 35 dias, equipes do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea-MT), compostas por médicos veterinários e agentes fiscais, irão atuar na fiscalização da vacinação em propriedades rurais, nos municípios de Cáceres, Porto Espiridião, Pontes e Lacerda, e Vila Bela da Santíssima Trindade, na área de 15 km de fronteira seca com a Bolívia.

Na região de fronteira com a Bolívia existem mil estabelecimentos rurais, dos quais serão fiscalizadas cerca de 250 propriedades. A seleção será com base na análise de risco gerada a partir do relatório de vigilância veterinária, atividade que vem sendo realizada na região desde setembro de 2017. De acordo com a presidente do Indea, Daniella Bueno, as ações se concentram na fronteira por ser considerada uma área de maior vulnerabilidade.

“Este é um trabalho estratégico, de inteligência com foco em áreas que podem oferecer risco à pecuária mato-grossense. É um trabalho direcionado para o grande passo que é a retirada da vacinação, aprimorando o trabalho de vigilância e protegendo o estado da reintrodução de doenças. Isso torna a fiscalização mais eficaz, com menor custo e atinge o mesmo objetivo”, destacou Daniella Bueno.

As propriedades serão selecionadas de acordo com o grau de risco identificado, em médio e alto. Estas propriedades receberão a visita das equipes do Indea para notificação e agendamento da vacinação, que poderá ser assistida ou fiscalizada.

Alguns critérios são usados para determinar o grau de risco como a movimentação de rede, que mostram quais são as propriedades com maiores movimentações dentro da faixa de fronteira; o fácil acesso à Bolívia; e a comercialização de animais com outras propriedades.

Para a realização da atividade o Indea conta com o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e do setor produtivo por meio do Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso (Fesa-MT).

Comunicação

Após a vacinação do rebanho, o produtor rural precisa fazer a comunicação junto ao Indea do seu município, até o dia 11 de junho. A declaração deve conter a contagem dos animais por idade e sexo e deve ser apresentado junto da Nota Fiscal da compra das vacinas.

Para facilitar o atendimento dos produtores da região de fronteira com a Bolívia, o Indea ampliou os locais para o recebimento da comunicação, conforme tabela abaixo:

Horário de atendimento: 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30
Comunidade Palmarito, na Escola Municipal Duque de Caxias 30 e 31 de maio
Ponta do Aterro, no Posto Avançado do Indea localizado na subprefeitura 1º de maio a 10 de junho (somente em dias úteis)
Comunidade Vila Picada, na Escola Municipal D. Lila Hill de Souza 24 de 25 de maio
Assentamento Corixinha, na barreira sanitária do Indea 23 a 25 de maio

Diálogo

A Coordenadoria de Defesa Sanitária Animal do Indea se reuniu em Cáceres, na última sexta-feira (27.04), com produtores rurais, médicos veterinários, e representantes de lojas veterinárias. A reunião teve o objetivo de apresentar a estratégia de fiscalização na fronteira e dirimir dúvidas. Foram abordados temas como brucelose, raiva dos herbívoros, vigilância veterinária, o trabalho do Indea enquanto órgão de defesa em Mato Grosso e a retirada da vacinação de febre aftosa. O evento contou com a presença do secretário de Agricultura e Desenvolvimento Econômico de Cáceres, Junior Trindade, e do presidente do Sindicato Rural, Jeremias Pereira Leite.

Vigilância contínua

O Indea implantou o programa de vigilância veterinária e fiscalização na faixa de 15 km denominada “Área de Vigilância da Fronteira com a República da Bolívia”, em setembro de 2017. A atividade abrange os municípios de Cáceres, Pontes e Lacerda, Porto Esperidião e Vila Bela da Santíssima Trindade, e tem o objetivo de reduzir o risco de introdução e/ou instalação de doenças exóticas e pragas quarentenárias já erradicadas no território mato-grossense.

As equipes do Indea realizam diariamente fiscalizações volantes de trânsito, e acompanham embarques e desembarques de bovinos das propriedades alvo. A atividade foi desenvolvida em consonância com Ministério da Agricultura, alicerçado pela Guia Técnica de Trabalho para a última etapa do Programa Hemisférico de Erradicação da Febre Aftosa (Phefa).



 

Últimas Notícias

Submarino argentino é encontrado um ano e um dia após desaparecimento
Parlamento cubano rejeita resolução da Eurocâmara sobre direitos human
Incêndio da Califórnia registra 74 mortos e mais de mil desaparecidos
Livro mistura suspense e fantasia em reflexão sobre violência no país
EBC e Fundação Getulio Vargas firmam acordo para revitalizar acervo
Trabalho de escoramento em viaduto paulistano prossegue neste sábado
Belo Horizonte tem previsão de mais chuva; temporais já mataram quatro
Prefeito de Mariana diz que não desistirá de ação no Reino Unido

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212