Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Seminário apresenta pesquisas de doutores acreanos em Saúde Pública - Jornal Brasil em Folhas
Seminário apresenta pesquisas de doutores acreanos em Saúde Pública


Titulados doutores pelo Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública, 16 pesquisadores acreanos apresentaram durante esta quinta-feira, 3, no Centro de Convenções da Universidade Federal do Acre (Ufac), o resultado de suas pesquisas em saúde pública, desenvolvidas durante o curso de Doutorado Interinstitucional (Dinter).

O evento, realizado durante o II Seminário de Saúde Pública (Epidemiologia, gestão e políticas públicas de saúde do Estado do Acre), é fruto de parceria entre o governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde (Sesacre), a Ufac e a Universidade de São Paulo (USP).

O governo do Acre garantiu, via convênio com a USP em 2012, recursos no valor de 1,6 milhão.

“São pesquisas de extrema importância para a saúde pública. Para se ter uma ideia, uma dessas pesquisas está concorrendo e tem possibilidade de ser selecionada como uma das 10 melhores teses de doutorado de toda a USP”, explica Jiza Lopes, representante da Sesacre.

“Hoje é um momento festivo. Concluímos com sucesso o programa, que previa formar 20 doutores, mas nesse percalço do processo de formação do doutorado de quatro anos, iniciando em 2012 conseguimos finalizar com algumas prorrogações ano passado, 16 doutores, sendo seis vinculados a Sesacre, uma contribuição importante para as ações de saúde pública do nosso estado”, destaca o pró-reitor da Ufac, Josimar Batista.

Os doutores acreanos titulados pelo programa de Pós Graduação em Saúde Pública da Universidade de São Paulo no convênio com a Ufac e o governo do Estado apresentaram os resultados de suas pesquisas defendidas no programa de saúde pública da USP.

“É de fundamental importância a divulgação dessas pesquisas, porque todas elas tratam de questões relevantes para a saúde pública do Acre. Formar doutores é importante porque eles serão futuros pesquisadores em questões de saúde no estado. Então, não estamos simplesmente fazendo uma especialização. Formar doutor/pesquisador poderá formar docentes, melhorar a qualificação cientifica e identificar agravos de saúde entre outras ações”, declarou a professora-doutora Cleide Lavieri Martins, coordenadora do Programa de Pós-­Graduação em Saúde Pública – FSP/USP.

O programa de doutorado em saúde púbica formou pesquisadores que identificaram problemas de saúde na população, como forma de contribuir para boas políticas de saúde. Além disso, a montagem de um corpo docente qualificado visava também a implantação do curso de Medicina no Juruá.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro terá uma série de reuniões na próxima semana em Brasília
Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212