Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de May de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 MPF e PF vão investigar se diretores da Refer receberam propina - Jornal Brasil em Folhas
MPF e PF vão investigar se diretores da Refer receberam propina


O Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF-RJ), a Polícia Federal (PF) e a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) vão investigar se diretores do fundo de pensão da Fundação Rede Ferroviária de Seguridade Social (Refer), presos na operação deflagrada hoje (8), receberam propina para realizar investimentos considerados ruinosos, após a mudança na política de investimentos do fundo, em 2009.

Segundo o MPF, a má gestão causou prejuízo de R$ 270 milhões ao fundo de pensão dos empregados da extinta Rede Ferroviária Federal.

O MPF afirma que pelo menos onze investimentos foram realizados pelos investigados sem que fossem observados os princípios de segurança, solvência, liquidez e rentabilidade e transparência, determinados em resolução do Conselho Monetário Nacional, em 2009.

A 3ª Vara Criminal Federal decretou quatro mandados de prisão temporária, por cinco dias, e seis de busca e apreensão. Os alvos são o diretor-presidente, o diretor-financeiro, o coordenador de investimento e uma ex-diretora de seguridade. Também foi determinada a apreensão do passaporte dos investigados, cujos nomes não foram revelados.
Medidas cautelares

Segundo o Ministério Público, as medidas cautelares são necessárias para que se investigue se a gestão, classificada de temerária ou fraudulenta, teve como contrapartida o recebimento de propina e o desvio de recursos do fundo para o patrimônio particular de pessoas jurídicas beneficiadas pelos investimentos.

A investigação aponta que a gestão dos alvos da operação promoveu mudanças na política de investimentos do fundo em 2009, com o objetivo de afrouxar o processo decisório de investimentos.

A Operação Fundo Perdido ocorre como desdobramento da Operação Greenfield, deflagrada em 5 de setembro de 2016. Na época, foram revelados desvios bilionários dos fundos de pensão, bancos públicos e estatais estimados, inicialmente, em R$ 8 bilhões.

Edição: Kleber Sampaio

 

Últimas Notícias

Senadores apresentam projeto que limita ICMS sobre combustíveis
Ata do Copom diz que manutenção da Selic foi a melhor decisão
Brasileiros apostam em inflação de 5,3% para os próximos 12 meses
BC decreta liquidação extrajudicial da corretora Gradual
Caminhoneiros entram no segundo dia de bloqueio nas estradas
Governo reduz estimativa de crescimento para 2,5% em 2018
Parente: governo não considera mudar política de preços da Petrobras
Petrobras anuncia queda nos preços da gasolina e do diesel

MAIS NOTICIAS

 

Trump anuncia nesta terça-feira decisão sobre acordo nuclear com o Irã
 
 
Fugindo da crise e da insegurança, brasileiros migram para Portugal
 
 
Argentina recorre ao FMI para equilibrar contas
 
 
Brasil e mais 40 nações apelam à OMC contra guerra comercial
 
 
Macri admite que Argentina precisa de apoio externo e recorre ao FMI
 
 
Donald Trump retira Estados Unidos do acordo nuclear com Irã

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212