Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Não é por jogar na China que vou me achar aposentado, diz o zagueiro Gil - Jornal Brasil em Folhas
Não é por jogar na China que vou me achar aposentado, diz o zagueiro Gil


Titulares na seleção no confronto contra o Peru em novembro, os "chineses" Renato Augusto e Gil serão cobrados ainda mais pelo técnico Dunga na preparação para o jogo contra o Uruguai, nesta sexta-feira (25), em Pernambuco, pelas eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo-2018. E eles estão consciente da pressão.

Os dois foram os únicos convocados por Dunga que atuam no emergente futebol chinês. O futebol de lá é considerado fraco, mas vem atraindo vários jogadores por causa do alto investimento dos clubes chineses.

"Quem me conhece sabe como trabalho. Não é pelo fato de estar na China que vou me achar aposentado. Continuo com a mesma seriedade", disse o zagueiro Gil, do Shandong Luneng.

O meia carioca disse também que está preparado para os confrontos das eliminatórias. Na semana seguinte, eles jogarão contra o Paraguai, em Assunção. "Não fui lá a passeio. Estou fazendo meu trabalho físico como fazia aqui. Estou muito bem fisicamente. Tenho um treinador italiano [Alberto Zaccheroni] que gosta de treinar. Fisicamente estou bem e estarei à disposição do Dunga para o que ele precisar", disse Renato Augusto, que atua no Beijing Guoan.

Ele elogiou o nível do futebol chinês e acredita que neste ano os clubes de lá deverão investir novamente no futebol brasileiro. "A tendência é que o nível [do futebol na China] suba. Falavam que era ruim, mas cheguei lá e vi que não é isso. Foi surpresa positiva. Posso jogar em alto nível. Deve melhorar. Não se surpreendam caso outros jogadores da China sejam convocados", afirmou o ex-corintiano.

Convocado por Dunga para ser testado também como volante, o jogador disse que não haverá problema em jogar na posição. Apesar das boas atuações pela seleção, ele disse que não se sente titular. "Numa seleção como a nossa, com jogadores com qualidade, se achar que sou titular, estou louco. É uma briga diária, constante. Vou me dedicar aos treinos", acrescentou.

Nesta segunda, a seleção iniciou na Granja Comary a preparação para os dois confrontos deste mês pelas eliminatórias da Copa da Rússia. Neymar só deverá se apresentar na serra fluminense na noite de segunda.

O primeiro coletivo deve acontecer nesta terça (22).

 

Últimas Notícias

Bolsonaro terá uma série de reuniões na próxima semana em Brasília
Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212