Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Não é por jogar na China que vou me achar aposentado, diz o zagueiro Gil - Jornal Brasil em Folhas
Não é por jogar na China que vou me achar aposentado, diz o zagueiro Gil


Titulares na seleção no confronto contra o Peru em novembro, os "chineses" Renato Augusto e Gil serão cobrados ainda mais pelo técnico Dunga na preparação para o jogo contra o Uruguai, nesta sexta-feira (25), em Pernambuco, pelas eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo-2018. E eles estão consciente da pressão.

Os dois foram os únicos convocados por Dunga que atuam no emergente futebol chinês. O futebol de lá é considerado fraco, mas vem atraindo vários jogadores por causa do alto investimento dos clubes chineses.

"Quem me conhece sabe como trabalho. Não é pelo fato de estar na China que vou me achar aposentado. Continuo com a mesma seriedade", disse o zagueiro Gil, do Shandong Luneng.

O meia carioca disse também que está preparado para os confrontos das eliminatórias. Na semana seguinte, eles jogarão contra o Paraguai, em Assunção. "Não fui lá a passeio. Estou fazendo meu trabalho físico como fazia aqui. Estou muito bem fisicamente. Tenho um treinador italiano [Alberto Zaccheroni] que gosta de treinar. Fisicamente estou bem e estarei à disposição do Dunga para o que ele precisar", disse Renato Augusto, que atua no Beijing Guoan.

Ele elogiou o nível do futebol chinês e acredita que neste ano os clubes de lá deverão investir novamente no futebol brasileiro. "A tendência é que o nível [do futebol na China] suba. Falavam que era ruim, mas cheguei lá e vi que não é isso. Foi surpresa positiva. Posso jogar em alto nível. Deve melhorar. Não se surpreendam caso outros jogadores da China sejam convocados", afirmou o ex-corintiano.

Convocado por Dunga para ser testado também como volante, o jogador disse que não haverá problema em jogar na posição. Apesar das boas atuações pela seleção, ele disse que não se sente titular. "Numa seleção como a nossa, com jogadores com qualidade, se achar que sou titular, estou louco. É uma briga diária, constante. Vou me dedicar aos treinos", acrescentou.

Nesta segunda, a seleção iniciou na Granja Comary a preparação para os dois confrontos deste mês pelas eliminatórias da Copa da Rússia. Neymar só deverá se apresentar na serra fluminense na noite de segunda.

O primeiro coletivo deve acontecer nesta terça (22).

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212