Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Prefeitura começa visitas a prédios ocupados no centro de São Paulo - Jornal Brasil em Folhas
Prefeitura começa visitas a prédios ocupados no centro de São Paulo


A prefeitura de São Paulo começou na tarde de hoje (7) visitas aos imóveis ocupados na região central da cidade. O primeiro foi um edifício na Avenida São João. A Defesa Civil, que coordena as visitas, vai classificar o nível de risco de cada prédio visitado e indicar medidas de mitigação.

Segundo representantes da União dos Movimentos de Moradia (UMM), que acompanharam as visitas, o prédio ocupado que o grupo visitou hoje abriga 70 famílias e estava em bom estado. O local tinha hidrante, parte elétrica em bom estado, sem divisões de madeira, o elevador estava lacrado e são poucas as adaptações a serem feitas, afirmou a UMM.

Amanhã, haverá reunião na Secretaria Municipal de Habitação pela manhã, na qual deverão ser definidas as próximas visitas.

Representantes das secretarias de Direitos Humanos, Assistência Social, Infraestrutura e Obras, Habitação, Defesa Civil e Guarda Civil Metropolitana (GCM), além de uma comissão formada por movimentos de moradia e representantes de universidades, participam das visitas. Segundo a prefeitura, o objetivo dessa ação é ter um diagnóstico sobre a situação dessas ocupações para elaborar um plano de trabalho que deve ser apresentado aos proprietários e ocupantes.

Desabamento

Após o desabamento do edifício Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paissandu, na última terça-feira (1º), a prefeitura anunciou a vistoria de 70 prédios na região central da cidade em situação semelhante, o que gerou preocupação dos representantes dos movimentos sociais com possíveis ações de reintegração de posse nos imóveis. Na quarta-feira (2), o prefeito Bruno Covas disse que caso as vistorias apontem riscos estruturais que comprometam algum edifício, poderá haver reintegração de posse.

Até a tarde de hoje, os bombeiros continuavam com o trabalho de busca por cinco desaparecidos nos escombros do edifício que desabou: um casal e uma mãe com seus dois filhos gêmeos. Na sexta-feira (4), o corpo de Ricardo Oliveira Galvão Pinheiro, 39 anos, foi encontrado e liberado na manhã de sábado (5) pelo Instituto Médico Legal (IML) para sepultamento. Ricardo estava sendo resgatado pelos bombeiros, quando o prédio veio abaixo.

Edição: Denise Griesinger

 

Últimas Notícias

Saúde libera recursos para atender moradores da região de Brumadinho
Justiça determina prisão preventiva de acusado de espancar paisagista
Irmão de mulher espancada diz que ainda está chocado com a violência
Flamengo pede mais prazo para decidir sobre indenização de vítimas
Profissionais que atuaram em Brumadinho serão monitorados
Auditores descobrem 158 Kg de cocaína na fronteira com a Bolívia
Governo determina medidas de precaução para barragens em todo o país
Bolsonaro irá ao Congresso entregar texto da reforma da Previdência

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212