Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


26 de May de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 MP avalia medidas protetivas para atletas de ginástica artística - Jornal Brasil em Folhas
MP avalia medidas protetivas para atletas de ginástica artística


O Ministério Público de São Paulo abriu hoje (7) procedimento chamado notícia do fato para apurar se os atletas de ginástica artística que treinam em um clube de São Bernardo do Campo (SP) necessitam de medidas protetivas. O procedimento foi aberto pela Promotoria de Justiça da Infância e Juventude da cidade, após denúncias de abusos sexual cometido pelo ex-técnico da seleção brasileira de ginástica artística Fernando de Carvalho Lopes.

De acordo com o órgão, o procedimento pretende apurar, neste momento, se há necessidade de aplicação de medidas de proteção aos adolescentes que relatam terem sido vítimas de abuso, pois o professor já foi afastado do cargo. Quanto aos crimes que o ex-técnico da seleção teria praticado, a matéria deverá ser analisada pelo Ministério Público Criminal.

Lopes ministrava aulas no Clube Mesc (Movimento de Expansão Social Católica) de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo.

O caso está sendo investigado criminalmente pela Polícia Civil. Porém, o caso é mantido sob sigilo. Notícias divulgadas pela imprensa informam que houve abusos e agressões sexuais cometidos contra crianças e adolescentes ao longo dos 20 anos em que o técnico treinou os atletas.
Outro lado

Em nota, divulgada mês passado, a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) informou que, em acordo com o Ministério Público do Trabalho, adotou providências urgentes, como o combate ao assédio e ao abuso moral e sexual, manipulação de resultado, doping e outras formas de violência e fraude no esporte. “Nenhum caso de assédio ou abuso ficará sem rigorosa apuração e eventual sanção, conforme a hipótese”, diz o documento.

O Clube Mesc, em que Fernando Lopes ministrava aulas, informou que, há dois anos, quando surgiram as primeiras acusações, o técnico foi transferido para serviços administrativos, sem manter qualquer contato direto com os atletas e alunos. O clube também negou que recebesse qualquer verba da prefeitura de São Bernardo do Campo.

A prefeitura de São Bernardo do Campo informou que a atual administração não tem “projeto financiado ou conveniado com o Movimento de Expansão Social Católica – Mesc e que o técnico Fernando Lopes nunca fez parte do quadro de profissionais da pasta nesta gestão, atuando exclusivamente como treinador no referido clube, que é particular”.

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Decreto de Temer autoriza militares a usar força contra caminhoneiros
Câmara realiza sessão extra pra alterar lei que trata de doação de imóveis
Senadores apresentam projeto que limita ICMS sobre combustíveis
Ata do Copom diz que manutenção da Selic foi a melhor decisão
Brasileiros apostam em inflação de 5,3% para os próximos 12 meses
BC decreta liquidação extrajudicial da corretora Gradual
Caminhoneiros entram no segundo dia de bloqueio nas estradas
Governo reduz estimativa de crescimento para 2,5% em 2018

MAIS NOTICIAS

 

Trump anuncia nesta terça-feira decisão sobre acordo nuclear com o Irã
 
 
Fugindo da crise e da insegurança, brasileiros migram para Portugal
 
 
Argentina recorre ao FMI para equilibrar contas
 
 
Brasil e mais 40 nações apelam à OMC contra guerra comercial
 
 
Macri admite que Argentina precisa de apoio externo e recorre ao FMI
 
 
Donald Trump retira Estados Unidos do acordo nuclear com Irã

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212