Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Aug de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Trump anuncia nesta terça-feira decisão sobre acordo nuclear com o Irã - Jornal Brasil em Folhas
Trump anuncia nesta terça-feira decisão sobre acordo nuclear com o Irã


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prepara para esta terça-feira (8) o anúncio sobre o acordo nuclear com o Irã. Ele divulgou a iniciativa na sua conta no Twitter: “Eu anunciarei minha decisão sobre o acordo do Irã amanhã da Casa Branca às 14h”, informou.

Desde a campanha eleitoral, Trump faz severas críticas ao pacto e o classificou como o “pior acordo da história”. O compromisso foi assinado em 2015 pelo antecessor Barack Obama e os líderes do Reino Unido, da França, da Alemanha, da China e da Rússia.

No acordo, foram reduzidas as sanções econômicas impostas ao Irã em troca de limitações ao programa nuclear do país do Oriente Médio. Os líderes mundiais temiam que o Irã usasse o programa para construir armas atômicas.

Em janeiro, Trump estendeu a suspensão das sanções, concedendo mais 120 dias aos países signatários do acordo ( Reino Unido, da França, da Alemanha, da China e da Rússia) para corrigirem o que chamou de “falhas terríveis”. O prazo termina no próximo dia 12.

Reações

Em reunião com Trump, no mês passado, o presidente da França, Emmanuel Macron, defendeu uma composição para fortalecer o acordo anterior. No Congresso norte-americano, Macron fez um apelo evitar o abandono ao termos do acordo original.

Dias depois, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, foi a Washington para defender o pacto como primeiro passo que contribuiu para desacelerar o programa iraniano. Merkel disse ainda que, da perspectiva alemã, o acordo não é suficiente.

Nesta semana, o chanceler britânico, Boris Johnson, embarcou para os Estados Unidos com a tarefa de tentar persuadir o republicano. Em um artigo publicado, no domingo (6) no jornal The New York Times, Johnson defendeu que “somente o Irã se beneficiaria com o abandono das restrições feitas ao programa nuclear”.

Rejeição

Autoridades iranianas reagiram negativamente às eventuais mudanças nos termos assinados em 2015. No mês passado, o presidente do Irã, Hassan Rouhani, afirmou que o Ocidente não tem direito de mexer no acordo nuclear.

Logo depois, o ministro de Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, disse que o Irã não “renegociará ou fará adições ao pacto implementado”.

Edição: Amanda Cieglinski

 

Últimas Notícias

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep
Banco Central aprova aquisição da XP Investimentos pelo banco Itaú
Associação critica proibição de cobrança por assentos em voos
Número de linhas fixas tem queda de 2,76% no último ano, diz Anatel
Dólar fecha a semana em R$ 3,86, maior alta desde 16 de julho
Governo vai propor adiamento de reajuste de servidores para 2020
Aberto prazo para renovação de contratos do Fies celebrados até 2017
Todos pela Educação faz debate com candidatos; Ciro é o 1º convidado

MAIS NOTICIAS

 

Convenção do PSDB lança candidaturas de José Eliton, Marconi e Lúcia Vânia
 
 
ANP faz tomada pública sobre preço de etanol nas usinas
 
 
China e União Europeia se unem para apoiar comércio multilateral
 
 
Gabinete de intervenção vai comprar munição para polícia do Rio
 
 
PSDB confirma Alckmin como candidato a presidente da República
 
 
Álvaro Dias é oficializado candidato à Presidência pelo Podemos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212