Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


26 de May de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Trump anuncia nesta terça-feira decisão sobre acordo nuclear com o Irã - Jornal Brasil em Folhas
Trump anuncia nesta terça-feira decisão sobre acordo nuclear com o Irã


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prepara para esta terça-feira (8) o anúncio sobre o acordo nuclear com o Irã. Ele divulgou a iniciativa na sua conta no Twitter: “Eu anunciarei minha decisão sobre o acordo do Irã amanhã da Casa Branca às 14h”, informou.

Desde a campanha eleitoral, Trump faz severas críticas ao pacto e o classificou como o “pior acordo da história”. O compromisso foi assinado em 2015 pelo antecessor Barack Obama e os líderes do Reino Unido, da França, da Alemanha, da China e da Rússia.

No acordo, foram reduzidas as sanções econômicas impostas ao Irã em troca de limitações ao programa nuclear do país do Oriente Médio. Os líderes mundiais temiam que o Irã usasse o programa para construir armas atômicas.

Em janeiro, Trump estendeu a suspensão das sanções, concedendo mais 120 dias aos países signatários do acordo ( Reino Unido, da França, da Alemanha, da China e da Rússia) para corrigirem o que chamou de “falhas terríveis”. O prazo termina no próximo dia 12.

Reações

Em reunião com Trump, no mês passado, o presidente da França, Emmanuel Macron, defendeu uma composição para fortalecer o acordo anterior. No Congresso norte-americano, Macron fez um apelo evitar o abandono ao termos do acordo original.

Dias depois, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, foi a Washington para defender o pacto como primeiro passo que contribuiu para desacelerar o programa iraniano. Merkel disse ainda que, da perspectiva alemã, o acordo não é suficiente.

Nesta semana, o chanceler britânico, Boris Johnson, embarcou para os Estados Unidos com a tarefa de tentar persuadir o republicano. Em um artigo publicado, no domingo (6) no jornal The New York Times, Johnson defendeu que “somente o Irã se beneficiaria com o abandono das restrições feitas ao programa nuclear”.

Rejeição

Autoridades iranianas reagiram negativamente às eventuais mudanças nos termos assinados em 2015. No mês passado, o presidente do Irã, Hassan Rouhani, afirmou que o Ocidente não tem direito de mexer no acordo nuclear.

Logo depois, o ministro de Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, disse que o Irã não “renegociará ou fará adições ao pacto implementado”.

Edição: Amanda Cieglinski

 

Últimas Notícias

Decreto de Temer autoriza militares a usar força contra caminhoneiros
Câmara realiza sessão extra pra alterar lei que trata de doação de imóveis
Senadores apresentam projeto que limita ICMS sobre combustíveis
Ata do Copom diz que manutenção da Selic foi a melhor decisão
Brasileiros apostam em inflação de 5,3% para os próximos 12 meses
BC decreta liquidação extrajudicial da corretora Gradual
Caminhoneiros entram no segundo dia de bloqueio nas estradas
Governo reduz estimativa de crescimento para 2,5% em 2018

MAIS NOTICIAS

 

Trump anuncia nesta terça-feira decisão sobre acordo nuclear com o Irã
 
 
Fugindo da crise e da insegurança, brasileiros migram para Portugal
 
 
Argentina recorre ao FMI para equilibrar contas
 
 
Brasil e mais 40 nações apelam à OMC contra guerra comercial
 
 
Macri admite que Argentina precisa de apoio externo e recorre ao FMI
 
 
Donald Trump retira Estados Unidos do acordo nuclear com Irã

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212