Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Robson Andrade é reeleito para a CNI - Jornal Brasil em Folhas
Robson Andrade é reeleito para a CNI


Reeleito por unanimidade, o empresário mineiro Robson Braga de Andrade, que atua no setor de produtos e serviços para os segmentos de energia, petróleo, gás, mineração, siderurgia, saneamento, telecomunicações e transportes, vai cumprir mais quatro anos na presidência da Confederação Nacional da Indústria (CNI). A CNI reúne 27 federações de indústria de todo país que implementam ações em vários setores econômicos e sociais.

Na terça-feira (8), houve, em Brasília, a votação do Conselho de Representantes da entidade, composto por delegados das federações das indústrias dos estados e do Distrito Federal, que elegeu também os integrantes da próxima administração da CNI para o período de 2018 a 2022. A posse ocorrerá em 31 de outubro.

A chapa eleita é composta por cinco vice-presidentes executivos, representando cada uma das regiões do país. São eles o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf; da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Antonio Carlos da Silva; da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), Francisco de Assis Gadelha; o membro do Conselho de Representantes da CNI, na qualidade de delegado da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Paulo Afonso Ferreira; e o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), Glauco José Côrte.
Atuação

Nos últimos quatro anos, a CNI teve atuação destacada em prol da agenda de reformas estruturais, necessárias para se consolidar soluções perenes para os gargalos históricos à competitividade do país.

Na área trabalhista, a CNI defende a regulamentação da terceirização e da modernização das leis do trabalho, definidas em 2017. Na área de infraestrutura, é favorável ao fim da participação mínima da Petrobras em blocos do pré-sal, medida aprovada em 2016 e essencial para destravar investimentos no setor de óleo e gás brasileiro.

Como presidente da CNI, nos últimos quatro anos, Andrade implementou agenda nas áreas de educação e de inovação. Nesse período, foi implantada a rede de 25 institutos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) de Inovação e consolidada a rede de 57 institutos Senai de Tecnologia em todo país. Coordenadas pelo Senai, as estruturas oferecem serviços técnicos, tecnológicos e de inovação, que contribuem para tornar a indústria brasileira mais competitiva.

Edição: Fernando Fraga

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212