Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Dia de festa e velórios em Israel, Gaza e Cisjordânia - Jornal Brasil em Folhas
Dia de festa e velórios em Israel, Gaza e Cisjordânia


Dia de festa e velórios em Israel, Gaza e Cisjordânia. Os israelenses comemoram o reconhecimento norte-americano de Jerusalém como a sua capital. Este é o significado da inauguração da nova embaixada dos Estados Unidos (EUA), transferida de Tel-Aviv, onde permanecem as embaixadas de 86 outros países, inclusive a do Brasil.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aparece na festa via internet, mas está representado por sua filha Ivanka Trump e o genro, Jared, à frente de uma grande delegação que inclui o secretário do Tesouro. Será o momento da explosão de champanhas, entre 11 horas e meio-dia - horário brasileiro.

A explosão da violência está contida na fronteira de Gaza e na Cisjordânia, e começou desde bem cedo, com o número de mortos subindo a cada instante. Esta segunda-feira (14) marca também o aniversário oficial dos 70 anos da independência de Israel, comemorado pelos israelenses há duas semanas, pelo calendário lunar.

Para os árabes, é o dia da Nakba ou a Catástrofe. Nas últimas sete sextas-feiras, os palestinos confrontaram o Exército israelense com a Marcha do Retorno – o retorno de quem fugiu ou foi expulso durante a guerra de independência, iniciada por países árabes que não aceitaram a partilha da Palestina. Pedras contra balas, drones contra pipas incendiárias e o total foi 50 mortos.

Ao amanhecer, a aviação israelense despejou panfletos em árabe pedindo aos palestinos que não saíssem para a manifestação e não tentassem irromper a fronteira com Israel. Inútil: 15 mil atenderam a convocação por Al Kuds, a Santa, o nome árabe de Jerusalém.

As duas últimas decisões de Trump, sair do acordo nuclear com o Irã e reconhecer Jerusalém como capital de Israel, têm o potencial de incendiar o Oriente Médio. A Liga Árabe marcou reunião para quarta-feira (16). E a Al Qaeda proclamou a Jihad, a Guerra Santa, contra os Estados Unidos.

*Apresentador e editor-executivo do Programa Um Olhar sobre o Mundo, da TV Brasil, e comentarista da Rádio Nacional.

Edição: Valéria Aguiar

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212