Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Petrobras adere a novo nível de governança corporativa da bolsa - Jornal Brasil em Folhas
Petrobras adere a novo nível de governança corporativa da bolsa


A Petrobras informou hoje (14) que migrou para o segmento Nível 2 de governança corporativa da bolsa de valores B3, um patamar intermediário entre o Nível 1 e o Nível Novo Mercado. A escala de governança classifica as empresas de acordo com os direitos assegurados aos acionistas na gestão da empresa e a divulgação de informações ao mercado.

De acordo com a Petrobras, a partir de hoje suas ações passarão a ser negociadas no segmento especial, que exige atendimento a regras de governança diferenciadas e o aprimoramento da qualidade das informações prestadas pela empresa.

“É um caminho sem volta na direção de dar mais transparência, dar um tratamento mais equânime a todos os acionistas da companhia. É uma conquista muito boa para a companhia”, disse o gerente-executivo de governança da estatal, Pedro Sutter.

Para subir ao Nível 2, a empresa teve que ampliar as atribuições do Comitê dos Minoritários, que passará a fazer o assessoramento prévio aos acionistas em situações críticas, como a aprovação de fusões com outras empresas e contratos entre o governo e a empresa.

A Petrobras também passou a contar com regras novas para a oferta pública de ações e a prever procedimento arbitral para questões provenientes do regulamento do Nível 2, entre outras coisas.

“Há muitos investidores que são focados em aspectos de governança e sustentabilidade. Temos dado uma atenção especial a esses investidores. Acho que [a migração para o Nível 2] pode atrair não só uma maior confiança não só por parte desses como dos investidores de uma maneira geral”, afirmou a gerente-executiva de Relações com Investidores da estatal, Isabela Rocha. “Isso faz parte de um processo de resgate da confiança e reputação que a empresa tem passado.”

Edição: Maria Claudia

 

Últimas Notícias

Furto de combustível causou explosão que matou ao menos 66 pessoas
Sobe para 399 número de presos por ataques no Ceará
Migrantes desaparecidos em naufrágio no Mediterrâneo já são 114
Aniversário de São Paulo terá programação com diversidade de ritmos
Mais de 600 pessoas levavam gasolina na hora da explosão de oleoduto
Pré-carnaval movimenta foliões nas ruas do Rio
Brasil expressa condolências às famílias das vítimas no México
Marcha das Mulheres reúne milhares pelo mundo

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212