Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 ONU condena violência em inauguração da embaixada dos EUA em Jerusalém - Jornal Brasil em Folhas
ONU condena violência em inauguração da embaixada dos EUA em Jerusalém


O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, condenou hoje (14) a escalada de violência na região de Gaza e no denominado Território Palestino Ocupado. A ONU instou o governo de Israel a declarar um cessar-fogo imediato na região e garantir o atendimento médico às vítimas.

Para Guterres, a solução para o fim da escalada de violência é política. “O secretário-geral reitera que não há alternativa viável à solução dos dois Estados, com a Palestina e Israel vivendo lado a lado em paz, cada um com sua capital em Jerusalém ”, disse porta-voz adjunto da ONU, Farhan Haq.

A onda de violência começou com a inauguração da embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém – cidade considerada sagrada por cristãos, judeus e muçulmanos e alvo de disputa entre palestinos e israelenses.

“As forças de segurança de Israel devem exercer a máxima contenção no uso de fogo vivo. O Hamas e os líderes das manifestações têm a responsabilidade de impedir todas as ações violentas e provocações ”, informou o porta-voz adjunto da ONU.

No comunicado, Farhan Haq acrescentou que: “O secretário-geral está profundamente alarmado com a forte escalada da violência no Território Palestino Ocupado e com o elevado número de palestinos mortos e feridos nos protestos em Gaza.

Pelos dados divulgados na imprensa, os protestos de hoje provocaram mais de 50 mortos e cerca de 2 mil feridos. O comunicado alerta que foi o “maior número de mortos palestinos” em um só dia.

O Comitê da ONU para o Exercício dos Direitos reiterou que o povo palestino não reconhece a a cidade de Jerusalém é território israelense. O Comitê considera que o status de Jerusalém deve ser resolvido por meio de negociações que levem em conta as preocupações políticas e religiosas de distintas ordem.

Edição: Amanda Cieglinski

 

Últimas Notícias

Governadores do Nordeste fecham agenda única para levar a Bolsonaro
Marcha da Consciência Negra pede democracia, direitos e fim do racismo
Bolsonaro diz que vai seguir normas legais para indicação à PGR
Projeto que flexibiliza Lei da Ficha Limpa é arquivado do Senado
Conselho de Ética da Câmara arquiva representação contra Laerte Bessa
Reunião do Escola sem Partido é novamente suspensa em comissão mista
Eunício e equipe do futuro governo voltam a discutir cessão onerosa
Brasil encerra o ano com vitória sobre Camarões por 1 a 0

MAIS NOTICIAS

 

Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
 
 
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
 
 
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
 
 
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados
 
 
Bolsonaro confirma Mandetta para a Saúde
 
 
México habilita 26 empresas brasileiras para compra de carne de frango

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212