Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Igreja marca para dia 16 mediação da crise na Nicarágua - Jornal Brasil em Folhas
Igreja marca para dia 16 mediação da crise na Nicarágua


O presidente da Conferência Episcopal da Nicarágua, Leopoldo Brenes, marcou para quarta-feira (16) a reunião com a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) que pretende encerrar a crise que se instaurou no país há quase um mês. Neste período pelo menos 50 pessoas morreram nos protestos que tomaram conta de várias cidades, de acordo com organizações não governamentais.

As manifestações tomaram conta das principais cidades nicaraguenses desde o mês passado. Os manifestantes protestam contra a reforma da Seguridade Social, o equivalente à Previdência Social no Brasil, e medidas de segurança adotadas pelo governo do presidente Daniel Ortega, apontadas como violentas e agressivas.

Os bispos colocam a Igreja Católica como mediadora do conflito e exigem o fim da repressão, desmantelando os grupos paramilitares e em acordo com as investigações da missão da CIDH.

A CIDH é um órgão autônomo da Organização dos Estados Americanos (OEA), cuja função é promover e proteger os direitos humanos nos 35 países do continente americano. A investigação de uma organização internacional independente foi uma das condições da Igreja Católica para mediar um diálogo entre manifestantes e o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega.

Os protestos reuniram universitários, agricultores e empresários contra Ortega, que, em 2016, foi reeleito para o terceiro mandato consecutivo.

Daniel Ortega, líder da Revolução Sandinista que, em 1979, derrubou a ditadura de Anastásio Somoza, tem sido acusado pela oposição (e também por ex-aliados) de querer instalar uma dinastia política na Nicarágua, parecida com a que ele combateu quando era guerrilheiro de esquerda. A mulher dele, Rosario Murtillo, é sua vice e porta-voz.

*Com informações da Télam, agência pública de notícias da Argentina.

Edição: Sabrina Craide

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212