Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 EUA: brasileiro declara-se culpado por tráfico internacional de armas - Jornal Brasil em Folhas
EUA: brasileiro declara-se culpado por tráfico internacional de armas


Apontado por investigadores como o maior traficante de armas do Brasil, Frederik Barbieri declarou-se hoje (15) culpado perante a Justiça dos Estados Unidos (EUA), por exportação ilegal de armas de fogo, acessórios e munições do estado americano da Flórida para o Rio de Janeiro. As informações são do Serviço de Imigração e Controle de Aduana norte-americano.

A Justiça norte-americana deve definir em 19 de julho a sentença de Barbieri. De acordo com o Serviço de Imigração, a pena pode chegar a 25 anos de prisão.

Detido desde o ano passado nos Estados Unidos, Barbieri é acusado, entre outros crimes, do envio fuzis e rifles para o Brasil. Ele também responde pelos crimes de formação de quadrilha, com o objetivo de cometer crimes contra os Estados Unidos, e de exportação de artigos de defesa sem licença.

Frederick Barbieri

Segundo o Serviço de Imigração, Barbieri uniu-se a outros suspeitos para obter armamentos com números de série apagados e enviar pacotes com essas armas para serviços de entrega internacionais sem notificar que as remessas eram de artigos de defesa.

Barbieri e os demais envolvidos não tinham licença do Departamento de Estado norte-americano para exportar esse tipo de item, de acordo com o que exige a Justiça do país.

Interceptação

A polícia brasileira interceptou no Rio de Janeiro pacotes enviados por Barbieri que continham 30 fuzis AR-15 e AK-47 e revistas sobre armas, todos escondidos em quatro aquecedores de água. De maio de 2013 a maio de 2017, Barbieri enviou ao Brasil outros 120 aquecedores de água, assim como 520 motores elétricos e 15 aparelhos de ar-condicionado usando o mesmo serviço de entrega.

A Justiça norte-americana entende que os itens podem ter sido usados para exportar armas ilegalmente.

Em fevereiro deste ano, agentes norte-americanos encontraram 52 rifles em um depósito alugado por Barbieri em Vero Beach, na Flórida, dos quais 49 foram embalados para ser transportados e tiveram os números de série apagados.

Além dos rifles, foram encontrados revistas sobre armas, munição e material para embalagem. Após a descoberta, Barbieri foi preso.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212