Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 AFA é criticada por manual de paquera na Rússia - Jornal Brasil em Folhas
AFA é criticada por manual de paquera na Rússia


A Associação de Futebol Argentina (AFA) causou polêmica ao distribuir um manual, sobre a cultura e a língua russa, que também dá dicas de como conquistar mulheres durante a Copa Mundial de Futebol, em junho, na Rússia. “As mulheres russas, como qualquer outra, prestam muita atenção se você é limpo, se cheira bem e se está bem vestido”, diz o texto, ao explicar que nenhuma delas gosta de ser vista como um “objeto”.

A iniciativa de oferecer um curso de “preparação” para jogadores, técnicos e jornalistas, que viajarão para a Copa na Rússia, foi da Comissão de Responsabilidade Social, Desportiva e Sustentabilidade da AFA. Mas o que causou um escândalo nas redes sociais, foi o capítulo do manual de cultura e idioma: “O que fazer para ter alguma oportunidade com uma garota russa”.

O texto, criticado por ser machista, avisa que as russas não gostam de ser vistas como “objetos” sexuais. E explica: “Muitos homens, só porque as mulheres russas são bonitas, só pensam em levá-las para a cama. Talvez elas também queiram, mas são pessoas que querem sentir-se importantes e únicas”. O conselho é tratar as mulheres “como alguém de valor” e não fazer “perguntas estúpidas sobre sexo”.

O manual da paquera também diz que as mulheres russas não gostam de chatos, nem de pessoas negativas. Mas diz que isso não deve preocupar os estrangeiros, porque a escolha é grande e “existem muitas mulheres bonitas na Rússia”. Ignácio Catullo, um dos jornalistas que assistiu ao curso promovido pela AFA, tirou uma foto do polêmico capítulo, para postá-lo nas redes sociais. A AFA mandou recolher os manuais, que foram depois devolvidos aos alunos, sem as instruções para paquerar.

A AFA, que já vinha sendo criticada pela violência e a corrupção no futebol, agora esta sob fogo por ir na contramão da historia – justamente quando as mulheres, no mundo inteiro, estão protestando contra o assèdio e por salários e condições de trabalho iguais.

Edição: Valéria Aguiar

 

Últimas Notícias

Saúde libera recursos para atender moradores da região de Brumadinho
Justiça determina prisão preventiva de acusado de espancar paisagista
Irmão de mulher espancada diz que ainda está chocado com a violência
Flamengo pede mais prazo para decidir sobre indenização de vítimas
Profissionais que atuaram em Brumadinho serão monitorados
Auditores descobrem 158 Kg de cocaína na fronteira com a Bolívia
Governo determina medidas de precaução para barragens em todo o país
Bolsonaro irá ao Congresso entregar texto da reforma da Previdência

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212