Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


11 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Marun apela para que Joesley seja punido por versão mentirosa - Jornal Brasil em Folhas
Marun apela para que Joesley seja punido por versão mentirosa


Ex-presidente da CPI da JBS da Câmara dos Deputados, o ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo) defendeu hoje (17) em nota que o empresário Joesley Batista, dono da JBS, não permaneça impune.

Segundo Marun, o “vazamento de uma versão mentirosa” de uma gravação “ilegal”, ocorrido há um ano, teve o objetivo de prejudicar o presidente Michel Temer.

“O presidente resistiu, todavia os prejuízos para o Brasil foram imensos e materializados na não aprovação da imprescindível modernização da nossa Previdência”, afirma o ministro na nota.

Marun acrescenta que a verdade sobre os fatos ainda não foi devidamente revelada. Ele diz ainda que o governo aprendeu a “navegar na tempestade” e fazer com o que Brasil retomasse o caminho do crescimento.

Em março do ano passado, Joesley Batista gravou conversa que teve com o presidente Temer, no Palácio do Jaburu, e entregou cópias do áudio à Procuradoria-Geral da República (PGR). Com base neste material, firmou um acordo de delação premiada que lhe concedeu perdão judicial de todos os crimes.

Na interpretação da Procuradoria-Geral da República, no encontro com Batista, Temer teria dado aval para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (MDB-RJ), que está preso. O presidente Temer sempre negou a acusação.

Em setembro de 2017, a delação premiada dos donos e executivos da JBS foi rescindida porque a PGR descobriu, no próprio gravador de Joesley, conversas que mostraram a participação do ex-procurador Marcello Miller na defesa da JBS enquanto ainda era vinculado ao Ministério Público Federal (MPF). Os Batista foram presos e Marcelo Miller, alvo de inquérito da Polícia Federal e também de pedido de prisão.

Ontem (16), a Procuradoria da República da 1ª Região (PRR-1) apresentou uma nova denúncia contra Joesley Batista e outros por corrupção ativa, violação de sigilo funcional, embaraço a investigações e lavagem de dinheiro.

Edição: Carolina Pimentel

 

Últimas Notícias

Jornalista e radialista Laerte Junior morre aos 52 anos
Prazo para consolidar dívidas do Refis começa nesta segunda
Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
Receita libera hoje consulta a sétimo lote de restituição do IR 2018
Intenção de investimentos da indústria cresce 4,4 pontos
Mercado reduz estimativa de inflação pela sétima vez
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
Anatel apreende mais de 126 mil produtos não certificados

MAIS NOTICIAS

 

Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
 
 
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
 
 
Diálogo Brasil debate projeto Escola sem Partido
 
 
Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social
 
 
Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus
 
 
ONG homenageia policiais militares mortos no estado do Rio

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212