Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Brasil lamenta falta de legitimidade nas eleições venezuelanas - Jornal Brasil em Folhas
Brasil lamenta falta de legitimidade nas eleições venezuelanas


O governo do Brasil lamentou profundamente a forma como ocorreram as eleições presidenciais na Venezuela. Sem mencionar a reeleição do presidente Nicolás Maduro, que cumprirá mais 6 anos de mandato, o Ministério das Relações Exteriores questiona, em nota, o processo, levantando dúvidas sobre a liberdade, a transparência e o respeito aos preceitos democráticos. “O pleito do dia 20 de maio careceu de legitimidade e credibilidade”, diz a nota oficial.

Em seguida, o texto, divulgado na manhã desta segunda-feira (21), acrescenta que “o governo brasileiro lamenta profundamente que o governo venezuelano não tenha atendido aos repetidos chamados da comunidade internacional pela realização de eleições livres, justas, transparentes e democráticas”.

Na nota, o Itamaraty informa que o Brasil manterá a atuação na Organização dos Estados Americanos (OEA) em favor do “restabelecimento da institucionalidade democrática, do Estado de Direito e do respeito aos direitos humanos na Venezuela”.

“[O Brasil] seguirá empenhado em seus esforços de mitigar os efeitos da crise humanitária que vivem os venezuelanos e acolher, de acordo com a legislação nacional e nossas obrigações internacionais, os que ingressem em território brasileiro.”

O Itamaraty ressalta ainda, no texto, que as eleições ocorreram em meio a presos políticos, partidos e lideranças políticas inabilitados, “sem observação internacional independente” nem autonomia entre os Poderes.

“Assim, ao invés de favorecer a restauração da democracia na Venezuela, as eleições de ontem aprofundam a crise política no país, pois reforçam o caráter autoritário do regime, dificultam a necessária reconciliação nacional e contribuem para agravar a situação econômica, social e humanitária que aflige o povo venezuelano, com impactos negativos e significativos para toda a região, em particular os países vizinhos.”

Edição: Graça Adjuto

 

Últimas Notícias

Receita cria chat para regularizar débitos de pessoas físicas
MP facilita registro de empresas nas juntas comerciais
Mudança em servidor foi a causa de instabilidade ontem, diz Facebook
Corte de pessoal gera economia de R$ 200 milhões, afirma presidente
TCU pede informações antes de decidir sobre leilão de ferrovia
Leilão de aeroportos testa novo modelo em blocos
Pretendentes já ofertaram R$ 2,3 bi no leilão de aeroportos
Aeroportos foram arrematados com ágio médio de 986%

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212