Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Acordo sela parceria para promover destinos gay-friendly no Brasil - Jornal Brasil em Folhas
Acordo sela parceria para promover destinos gay-friendly no Brasil


No mês em que se comemora o Dia Internacional contra a Homofobia (17 de maio), foi firmado nesta segunda-feira (21), em São Paulo, entre o Ministério do Turismo, o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) e a Câmara de Comércio e Turismo LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) do Brasil. O objetivo é preparar o país como destino LGBT.

O acordo destina-se a promover e apoiar a comercialização do Brasil como destino gay-friendly no mercado nacional e internacional, além de sensibilizar prestadores de serviços turísticos para evitar o preconceito no atendimento a esse público. Gay-friendly é o termo usado para se referir a lugares, políticas, pessoas ou instituições que procuram ativamente a criação de um ambiente confortável para as pessoas LGBTI.

Segundo o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, para avançar na relação LGBT com o comércio e os negócios do setor, é preciso primeiro aprimorar as ideias que constroem o país.

“O Brasil é uma nação muito conservadora, ainda que diversa, mas o turismo faz muitas coisas acontecerem. Ele aproxima, cria canais, faz as pessoas viajarem, se comunicarem, se entenderem, apesar dos idiomas distintos. O turismo é uma forma de ‘respirar’, de ‘oxigenar’ o Brasil”. Além de tudo, gera muitos empregos e, portanto, é um avanço junto com outros países”, ressaltou.

Lummertz assinou o acordo junto com a presidente da Embratur, Teté Bezerra, e o presidente da Câmara LGBT, Ricardo Gomes.

Para ele, o acordo é resultado de um “diálogo de alto nível, que dá sinais sobre o respeito à diferença e diz muito sobre o acolhimento brasileiro, que é a vocação e o talento do nosso país”.

O ministro lembrou que, de cada 10 turistas no mundo, um é do segmento LGBT e cerca de 15% da movimentação financeira turística mundial é gerada por este público, conforme dados da Organização Mundial do Turismo (OMT).

A presidente da Embratur, Teté Bezerra, destacou que a perspectiva de igualdade vai além de uma decisão estratégica do setor. “É um público importante, que viaja muito e impacta positivamente a cadeia do turismo. A sociedade, a iniciativa privada e os governos valorizam a diversidade e defendem a igualdade.”

Para o presidente da Câmara LGBT do Brasil, Ricardo Gomes, o convênio é “a parceria que faltava” para avançar nos trabalhos da entidade. Gomes disse que o acordo vai “ampliar, fomentar o trabalho e dar divulgação às atrações deste que é um país completo em turismo”. Com os projetos previstos, “pensamos e buscamos uma sociedade onde todos sejam respeitados e incluídos”, afirmou.

De acordo com a secretária municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo, Eloisa Arruda, a capital paulista acolhe essa iniciativa de braços abertos, por entender a importância desse público para a cidade”. “Medidas como o casamento homoafetivo, a adoção do nome social e tantas outras conquistas mostram a luta da sociedade para derrubar tabus”, enfatizou Eloísa.

Plano de trabalho

A execução do plano de trabalho integrado será supervisionada, monitorada e avaliada por um comitê gestor a ser formado em até 30 dias. Entre as ações previstas no acordo estão o desenvolvimento de estudos e pesquisas de diagnóstico do segmento para conhecer o perfil e os hábitos de consumo do público; ações de qualificação profissional para agentes do setor e medidas de promoção e apoio à comercialização de produtos, serviços e destinos ligados ao segmento LGBT nos mercados nacional e internacional.

A iniciativa contempla metas previstas no Plano Nacional do Turismo 2018-2022 para oferecer acesso democrático à atividade turística.

O Ministério do Turismo tem assento no Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos LGBT e, em 2016, elaborou, em conjunto com este colegiado, o guia Dicas para Atender Bem Turistas LGBT. A cartilga tem o objetivo de orientar os prestadores de serviço turísticos sobre o atendimento ao público LGBT, oferecendo dicas que garantam acolhimento e respeito a esse público em destinos e equipamentos turísticos.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212