Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Copa com árbitro de vídeo poderá ter mais pênaltis, diz Taffarel - Jornal Brasil em Folhas
Copa com árbitro de vídeo poderá ter mais pênaltis, diz Taffarel


A Copa da Rússia poderá ter mais pênaltis com a participação, pela primeira vez, dos árbitros de vídeo, o que exigirá mais dos goleiros. A conclusão é do preparador de goleiros da seleção brasileira, Cláudio Taffarel. Ele participou de coletiva, na tarde desta terça-feira (22), na Granja Comary, em Teresópolis.

“A gente vê uns lances em que foi pênalti e o juiz não viu, mas com a prova da televisão, provavelmente aconteçam mais pênaltis. Então a gente vai ter que se preparar bastante mesmo. Nós vamos focar muito nesta questão, porque vai ser importante durante a Copa”, disse Taffarel, ao lado do outro preparador de goleiros da seleção, Rogério Maia.

Participação dos goleiros

Rogério frisou que o futebol moderno mudou muito nos últimos anos e atualmente a participação do goleiro não é exclusivamente defender o gol, mas jogar bastante com os pés, armando jogadas e fazendo a ligação rapidamente com os jogadores de meio-campo.

“Com a evolução do futebol mundial, o número de participação do goleiro com os pés é muito elevado, em comparação com décadas anteriores. Antigamente o goleiro tinha de bater um tiro de meta, fazer uma reposição, hoje em dia ele é acionado muito com bolas recuadas, com passes curtos, de média e de longa distância”, disse Rogério.

Titular “iluminado”

Taffarel elogiou bastante o titular Alisson, a quem classificou como “iluminado”, e definiu que o segundo goleiro será mesmo Ederson, mas frisou que a posição poderá mudar, dependendo do condicionamento de Cássio, atualmente o terceiro na posição.

“A definição final é do Tite. O Alisson e o Ederson sempre estavam na lista. Consequentemente, seriam o primeiro e o segundo. O Cássio se juntou a este grupo. Isso não quer dizer que chega aqui como terceiro e não pode ser um primeiro. Tudo depende do trabalho, da continuidade, do que eles vão produzir aqui dentro. É lógico que o Alisson, pela sequência de jogos que fez, pelo trabalho no Roma, acho que ele está entre os melhores goleiros do mundo, vai ter a vantagem de ser considerado o titular, mas depende dele mostrar isso até a nossa estreia na Copa”, disse Taffarel, tetracampeão do mundo em 1994.

Edição: Fábio Massalli

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212