Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Dirigente sindical diz que paralisação de caminhoneiros está encerrada - Jornal Brasil em Folhas
Dirigente sindical diz que paralisação de caminhoneiros está encerrada


O presidente da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), Diumar Bueno, acredita que a paralisação dos caminhoneiros está definitivamente terminada. Apesar de o acordo assinado por entidades do setor com o governo prever uma suspensão de 15 dias, ele acredita que o Executivo deu contrapartidas suficientes para mostrar empenho em resolver o problema do alto valor do diesel e o movimento está encerrado.

“Não vejo necessidade [de continuar a greve], porque as conquistas firmadas de fato já dão condição de estabilidade para a categoria. A começar pela redução no óleo diesel. Uma redução de 10% e política de reajuste a cada 30 dias é um alívio, diante do trauma que a categoria estava vivendo”, disse, após a reunião no Palácio do Planalto.

Diumar afirma que a CNTA representa 1 milhão de caminhoneiros pelo país, divididos em 120 sindicatos legalizados. Ele afirmou que, a partir de agora, o trabalho será de informar os trabalhadores sobre o acordo e todos voltarem ao trabalho a partir desta sexta-feira (25). De acordo com ele, os 15 dias de suspensão da paralisação são justamente o prazo para a realização de uma nova reunião com o governo.

“Os 15 dias são o compromisso do governo em voltar a se reunir conosco. Porque tem algumas coisas que nem tem como resolver [em 15 dias] e algumas coisas são atribuição do Parlamento. E eles se comprometeram conosco em botar o empenho do governo”.

Mas nem todos os caminhoneiros estavam representados na reunião com os ministros de Michel Temer. Um exemplo são os caminhoneiros autônomos do centro-oeste.

Wallace Landim estava na porta do Palácio do Planalto na tarde de hoje se apresentando como representante dos motoristas individuais do Centro-Oeste. Ele reclamou que sua presença estava prevista na reunião, mas sua entrada não foi permitida.

Wallace afirmou que a categoria não está representada no acordo com o governo e que nenhuma decisão acatada será seguida por eles. Ele repetiu o discurso do representante da Abcam, e disse que, enquanto o fim do imposto sobre o diesel estiver confirmado, a paralisação continuará.

“Não somos representados [pelas associações que estão na reunião]. Somos caminhoneiros individuais. Se a gente não estiver participando, não vai ter nenhum resultado, nenhum. Pode sair de lá e falar que acabou a greve, que não adianta. A gente só libera a rodovia quando sair no Diário Oficial. Não estamos pedindo esmola, estamos pedindo o nosso direito”.

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, rechaçou a possibilidade de uso de força policial para desobstrução das estradas. Ele destacou o caráter pacífico dos protestos pelo Brasil. “O governo é um governo do diálogo e mais uma vez demonstra isso. Foi um protesto ordeiro, houve respeito por parte dos manifestantes. O que queremos é que voltem a, efetivamente, trabalhar no sentido de abastecer a vida brasileira”.

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior
Treze de 16 docentes relataram casos de agressão na escola de Suzano

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212