Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Governo espera trégua em greve dos caminhoneiros, diz Marun - Jornal Brasil em Folhas
Governo espera trégua em greve dos caminhoneiros, diz Marun


O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse que o governo espera conseguir uma trégua na paralisação dos caminhoneiros durante reunião marcada para a tarde de hoje (24), na Casa Civil, com representantes da categoria.

Segundo Marun, após a reunião de ontem (23) com líderes dos caminhoneiros, o governo avançou em propostas como a redução do preço do combustível, com o anúncio da Petrobras de reduzir em 10% o valor do diesel nas refinarias por 15 dias.

“Vamos nos reunir não mais como ontem, apenas ouvindo, mas já tendo tomado medidas concretas e entendemos que podem resultar numa trégua para que, daí sim, as outras reivindicações, que são muitas, possam ser analisadas com mais tempo e com a necessária responsabilidade”, disse em entrevista a jornalistas após reunião com o presidente Temer e ministros para buscar soluções para a paralisação.

“Algumas atitudes já foram tomadas que vem ao encontro do que foi reivindicado. Se avançou em duas questões, o preço e a previsibilidade, que são muito cobradas nas reivindicações que nos fazem”, disse.

Na manhã de hoje, o presidente Michel Temer reuniu-se por cerca de duas horas com o presidente da Petrobras, Pedro Parente, os ministros da Fazenda, Eduardo Guardia; do Planejamento, Estevam Colnago; da Casa Civil, Eliseu Padilha; dos Transportes, Valter Casimiro Silveira; de Minas e Energia, Moreira Franco; o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid; e da Secretaria de Governo, Carlos Marun.

A reunião foi preparatória para a nova rodada de conversas com os caminhoneiros marcada para as 14h de hoje. O governo busca soluções para encerrar a paralisação que já dura quatro dias.

Mais cedo, o presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, disse que a mobilização dos caminhoneiros só será encerrada quando o presidente Michel Temer sancionar e publicar, no Diário Oficial da União, a decisão de zerar a alíquota do PIS-Cofins incidente sobre o diesel.

Edição: Lílian Beraldo

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212