Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Oct de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Cuba: seis dias após acidente, 67 das 111 vítimas foram identificadas - Jornal Brasil em Folhas
Cuba: seis dias após acidente, 67 das 111 vítimas foram identificadas


Quase uma semana depois do acidente aéreo nos arredores de Havana, em Cuba, que matou 111 pessoas e deixou duas mulheres sobreviventes em estado grave, as autoridades ainda buscam explicações para a tragédia e tentam identificar as vítimas. Dos mortos, apenas 67 foram identificados. A maioria é de cubanos, mas havia mexicanos, argentinos e saarianos entre passageiros e tripulantes.

No último dia 18, por volta do meio-dia de Havana (13h em Brasília), o Boeing 737-200, que decolou com 102 cubanos e 11 estrangeiros, caiu no município de Boyeros, nos arredores da capital cubana, pouco depois de decolar do Aeroporto Internacional de Havana. A aeronave foi alugada pela Cubana de Aviación e pertencia à companhia aérea mexicana Global Air.

Investigações

O perito médico Jorge González, que trabalhou nas buscas e descobertas dos restos mortais do guerrilheiro argentino-cubano Ernesto Che Guevara, na Bolívia, disse que as investigações sobre as causas do acidente podem levar até um ano.

Porém, as autoridades cubanas estão confiantes, já que é bom o estado de preservação da caixa-preta, que armazena a troca de comunicação da aeronave. O governo de Cuba informou que serão seguidos os protocolos internacionais. Dois especialistas da aeronáutica do México também participam das investigações.

Autoridades informaram que o governo de Cuba aceita a colaboração de especialistas estrangeiros para as investigações.
Identificação

No Instituto de Medicina Legal de Havana, uma equipe multidisciplinar de mais de 30 criminologistas forenses, antropólogos, técnicos e psicólogos trabalha para identificar os restos mortais das vítimas.

O diretor do instituto, Sergio Piera Rabell, afirmou que a dificuldade maior é que os corpos ficaram muito danificados não só com a colisão, mas também com as elevadas temperaturas.

*Com informações do jornal Granma, imprensa oficial de Cuba.

Edição: Denise Griesinger

 

Últimas Notícias

Brasil tem mais de 2,5 milhões de professores
Polícia Ambiental busca jiboia desaparecida em prédio de Brasília
Justiça de Goiás bloqueia bens de Marconi Perillo e de ex-secretário
Partidos lançam frente de apoio à candidatura de Haddad
Governo decide manter começo do horário de verão em 4 de novembro
Polícia descobre autora de tratamento estético que matou mulher no Rio
Corregedor instaura processo para apurar exoneração de juíza no Pará
Mercosul repudia atos na Nicarágua e adverte sobre risco à democracia

MAIS NOTICIAS

 

Equipe de transição deve ser definida hoje à tarde, diz Caiado
 
 
ONS vai reforçar ações de segurança energética nas eleições e no Enem
 
 
Inflação medida pelo INPC sobe para 0,30% em setembro
 
 
Universidades particulares terão disciplina sobre primeira infância
 
 
Com Enem, horário de verão começa no dia 18 de novembro
 
 
Governo anuncia recursos de R$ 600 milhões para o ensino médio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212