Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jun de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Casos de câncer devem aumentar 58% até 2035, diz Fundo de Pesquisa - Jornal Brasil em Folhas
Casos de câncer devem aumentar 58% até 2035, diz Fundo de Pesquisa


Um relatório do Fundo Mundial de Pesquisa sobre o Câncer (WCRF - World Cancer Research Fund, em inglês) alerta para o grande aumento de casos de câncer nos próximos anos. O documento intitulado Dieta, Nutrição, Atividade Física e Câncer: uma Perspectiva Global, divulgado hoje (24), ressalta o excesso de peso e a obesidade, somados a estilos de vida com pouco exercício e muita comida rápida e processada, como principais fatores no desenvolvimento do câncer.

Em 2012, foram registrados cerca de 14,1 milhões de casos de câncer em todo o mundo (7,4 milhões de casos em homens e 6,7 milhões em mulheres). De acordo com o documento, este número deverá alcançar os 24 milhões de casos até 2035, o que representa um alarmante aumento de 58%.

O Fundo Mundial de Pesquisa sobre o Câncer e o Instituto Americano de Pesquisa do Câncer lançaram também recomendações para a redução do risco de desenvolvimento da doença. Baseadas nos estudos mais recentes disponíveis, as recomendações são: ter um peso saudável; ser fisicamente ativo; comer cereais integrais, frutas, legumes e grãos; limitar o consumo de fast-foods assim como de carnes vermelhas e processadas; evitar o consumo de bebidas adoçadas, priorizando o consumo de água e bebidas sem açúcar; limitar o consumo de álcool; optar por satisfazer as necessidades nutricionais por meio de dietas, em vez de consumir suplementos alimentares; amamentar, que é saudável tanto para a mãe, quanto para o bebê.

“As recomendações de prevenção do câncer são a peça central do nosso novo relatório. Elas formam um projeto global, um pacote que as pessoas podem seguir para ajudar a reduzir o risco de câncer. Elas são úteis para os cientistas porque podem ajudar a determinar futuras direções de pesquisa e para os formuladores de políticas porque podem instruir o desenvolvimento de medidas para ajudar as pessoas. Elas também são úteis para profissionais de saúde em seu trabalho com pacientes com câncer e com o público em geral”, afirma Kate Allen, diretora executiva de ciência e relações públicas do WCRF.

Mundo

Em 2012, o câncer de pulmão foi o câncer mais comum no mundo, contribuindo com 13% do total de novos casos diagnosticados. O câncer de mama (somente em mulheres) foi o segundo mais comum, com quase 1,7 milhão de novos casos no mesmo ano. O câncer colorretal foi o terceiro, com quase 1,4 milhão de casos.

Entre os homens, o câncer de pulmão foi o mais comum em todo o mundo, representando quase 17% do número total de novos casos, em 2012. Os três principais tipos da doença, pulmão, próstata e colorretal, contribuíram com quase 42% de todos os cânceres (excluindo câncer de pele não-melanoma).

Entre as mulheres, o câncer de mama foi o mais comum no mundo, contribuindo com mais de 25% do total de novos casos diagnosticados em 2012. Os três principais tipos da doença, mama, colorretal e pulmão, contribuíram com mais de 43% de todos os cânceres (excluindo câncer de pele não-melanoma). O câncer do colo do útero contribuiu com quase 8% de todos os casos.

Obesidade e sobrepeso

A evidência da ligação entre o excesso de peso e a obesidade nos casos de câncer vêm se fortalecendo desde 2007, quando foi feito o último relatório. São 12 os tipos da doença ligados aos distúrbio do peso. Por essa razão, a orientação para que as pessoas tenham um peso saudável é a número um nas recomendações atualizadas.

O conjunto de recomendações trabalha como um modo geral de viver de forma saudável para prevenir o câncer. Ser fisicamente ativo, além de reduzir os riscos da doença, pode ajudar as pessoas a manter um peso equilibrado. Assim como a redução na ingestão de fast-foods e alimentos processados também contribui para que não se tenha sobrepeso. O mesmo acontece com a redução no consumo de bebidas açucaradas.

Edição: Valéria Aguiar

 

Últimas Notícias

Colômbia: nova geração chega para governar com todos, diz Iván Duque
Trump anuncia criação de força espacial dos Estados Unidos
Inglaterra e Bélgica são os destaques no quinto dia de Copa
Brasil não é mais o Deus soberano do futebol, afirma Silvio Luiz
Embaixada levará 50 estudantes brasileiros para intercâmbio nos EUA
Polícia Civil investiga ações do ex-senador Luiz Estevão na Papuda
Suécia vence Coreia do Sul com pênalti marcado com auxílio do VAR
Bandidos roubam depósito no Rio, trocam tiros com policiais e fogem

MAIS NOTICIAS

 

Pelo grupo do Brasil, Sérvia vence Costa Rica
 
 
Justiça Federal aceita 24ª denúncia contra ex-governador Sérgio Cabral
 
 
Copa do Mundo altera rotina de comissões e de visitas no Congresso
 
 
Carioca ainda aguarda estreia do Brasil para entrar no clima da Copa
 
 
Torcida acredita em vitória do Brasil, mas sem muita euforia
 
 
Neymar afirma que não tem medo de sonhar grande

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212