Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


09 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Entidades vão apresentar demandas da educação para candidatos - Jornal Brasil em Folhas
Entidades vão apresentar demandas da educação para candidatos


Mais de 4 mil professores, reitores, pesquisadores, estudantes e integrantes de movimentos sociais reúnem-se a partir de hoje (24) em Belo Horizonte na Conferência Nacional Popular de Educação (Conape), organizada por mais de 30 entidades da sociedade civil. A intenção é consolidar um documento com demandas para a educação que serão levadas aos candidatos nas eleições de outubro.

Queremos que esse documento seja referência para debater com os candidatos tanto à presidência da República e aos governos de estado quanto ao Congresso Nacional e assembleias legislativas. A intenção é que quem está pleiteando esses cargos assuma as propostas dentro dos seus programas de governo e que possamos cobrar depois dos eleitos, diz Heleno Araújo, coordenador do Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE), que é responsável pela organização do evento,.

A etapa nacional ocorre após reuniões municipais e estaduais. O documento referência que será debatido até este sábado (26) está disponível na página do FNPE na internet. Entre as principais demandas estão a valorização dos profissionais da educação, a garantia de investimento público exclusivamente para o ensino público e a gestão democrática da educação brasileira em todos os níveis, sistemas, instituições e com ampliação da participação popular.

Conferências

A Conape foi organizada tendo como base a Conferência Nacional de Educação (Conae), que neste ano será realizada em novembro. O objetivo das conferências é reunir os mais diversos atores e construir uma pauta conjunta para o setor.

Da primeira Conae, em 2010, saiu o texto que deu origem ao Plano Nacional de Educação (PNE), lei que estabelece 20 metas para serem cumpridas até 2024, que vão desde a educação infantil à pós-graduação. Além disso, as metas incluem a valorização dos professores e o aumento de investimentos no setor, que deverá saltar dos atuais 6,6% do Produto Interno Bruto (PIB) para 10% do PIB até o fim da vigência.

A Conae é organizada pelo Fórum Nacional de Educação (FNE). No ano passado, o Ministério da Educação (MEC) alterou a composição do FNE, excluindo entidades como a Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (Anped) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (Contee) e incluindo outras. Na época, entidades ligadas à educação consideraram a medida arbitrária e inadmissível. O MEC disse que a alteração evitaria que discussões político-partidárias interferissem na política educacional do país. Também foi adiada a Conae, que ocorreria no primeiro semestre. A conferência passou para novembro, após as eleições. Para que o debate fosse antecipado e outros agentes participassem mais ativamente, foi organizada a Conape.

O FNPE, alternativo ao FNE, reúne entidades como a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), a Confedereção Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), o Fórum de Professores das Instituições Federais de Ensino (Proifes) e a União Nacional dos Estudantes (Une), entre outras. Algumas delas compõem também o FNE.

Edição: Sabrina Craide

 

Últimas Notícias

Petrobras demite funcionários com prisão decretada na Lava Jato
Porto de Santos movimenta 110 milhões de toneladas de carga em 2018
Alimentos da cesta básica estão mais caros em 16 capitais brasileiras
Vendas internas de veículos novos têm melhor resultado desde 2015
BNDES lança programa para atender startups
Mercosul e UE retomam negociação com expectativa de acordo até março
Poupança tem menor captação para meses de novembro em três anos
Toma posse diretoria da nova Agência Reguladora de Mineração

MAIS NOTICIAS

 

Moro reafirma “confiança pessoal” em Onyx
 
 
Após discussão, votação do Escola sem Partido em comissão é suspensa
 
 
Senado aprova projeto que congela distribuição de recursos do FPM
 
 
Crediário e cartão são os maiores responsáveis pela inadimplência
 
 
Balança comercial tem segundo melhor superávit para meses de novembro
 
 
Enel anuncia R$ 3,1 bi em distribuição de energia em São Paulo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212