Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Escolas municipais do Rio podem suspender aulas por falta de merenda - Jornal Brasil em Folhas
Escolas municipais do Rio podem suspender aulas por falta de merenda


A rede de educação do município do Rio poderá ter ponto facultativo a partir da próxima terça-feira (29), pela falta de merenda. A informação foi divulgada pelo prefeito, Marcelo Crivella. A entrega dos alimentos é feita por empresas terceirizadas e só há comida para as crianças até amanhã (28).

São 1.537 unidades escolares no município, com 654 mil alunos e 52 mil funcionários. A rede atende ao ensino fundamental, e a comida servida nas escolas muitas vezes é a principal refeição de estudantes.

A rede estadual de ensino informou que as escolas funcionarão normalmente na segunda-feira, mas não se posicionou sobre os demais dias.
BRT

O serviço de ônibus por faixa seletiva BRT voltou a funcionar no sábado (26), de forma reduzida, e neste domingo (27) retomou o atendimento com mais veículos, mas ainda sem a capacidade normal para o período. Isto foi possível porque os ônibus articulados do consórcio foram abastecidos no sábado por um comboio de caminhões-taque escoltados desde a distribuidora Raízen, da Shell, por policiais do Batalhão de Choque.

Circulam neste domingo (27) 56 articulados, correspondentes a 17% da frota, e as rotas serão atendidas apenas parcialmente, com intervalos de 10 a 20 minutos. Não haverá BRT entre o Aeroporto Internacional Tom Jobim e Madureira, do Corredor Transcarioca. Nos corredores Transoeste e Transolímpica também haverá redução no número de estações atendidas.

Ônibus municipais

A frota de ônibus municipal do Rio foi reduzida ainda mais neste domingo, com somente circulação de 13% do total, percentual inferior aos 23% de sábado. A informação é do sindicato dos ônibus municipais Rio Ônibus.

O número vem reduzindo conforme o estoque de combustível acaba. As empresas têm empenhado todos os esforços para conseguirem os insumos o mais rápido possível. Enquanto o abastecimento não é normalizado, há um remanejamento da frota de forma a atender melhor à população nos horários de pico”, informou em nota o sindicato.

Barcas

O sistema de transporte de barcas, que liga o Rio a Niterói e a outros destinos, continua em operação reduzida ou suspensa. Na Linha Arariboia, a principal, o serviço foi interrompido no fim de semana. Nas linhas Charitas, Paquetá e Cocotá, está ocorrendo o cancelamento de algumas viagens. “As medidas, que foram autorizadas pela Secretaria de Estado de Transportes, vão gerar uma redução de 8% no número de travessias realizadas pela concessionária regularmente”, informou em nota a concessionária CCR Barcas.
Trens, metrô e VLT

O sistema por trilhos foi pouco afetado pela greve dos caminhoneiros, pois quase todas as composições são movidas à energia elétrica. Nos trens da Supervia, os ramais Deodoro, Japeri, Belford Roxo, Santa Cruz e Santa Cruz operam normalmente. Mas não haverá circulação nas extensões Guapimirim e Vila Inhomirim, operadas por locomotivas movidas a óleo diesel. O metrô opera normalmente em todas suas linhas, assim como o VLT.

Edição: Juliana Andrade

 

Últimas Notícias

Temer sanciona MP 846 e o Brasil tem as apostas esportivas legalizadas
Defesa deve pedir hoje prisão domiciliar para João de Deus
Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212