Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


12 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Após a paralisação, lentamente o Rio retorna à normalidade - Jornal Brasil em Folhas
Após a paralisação, lentamente o Rio retorna à normalidade


O sistema de transporte urbano voltou a funcionar hoje (29) no Rio de Janeiro, assim como as escolas e hospitais, além dos serviços de coleta de lixo. Porém, a prefeitura do Rio mantém o chamado “estágio de atenção”, decretado há quatro dias, em decorrência dos impactos da paralisação dos caminhoneiros. Equipes do município seguem em prontidão para ações contingenciais.

Nos postos de combustíveis, as filas a espera do abastecimento são longas, e nem todos os postos têm o produto. A paralisação dos caminhoneiros também causou o contingenciamento de serviços essenciais e o bloqueio de rodovias que impediram a entrega de mercadorias, como alimentos e produtos de supermercado.

O transporte público também passou a funcionar de forma reduzida, no entanto, hoje o Consórcio BRT informou que os serviços dos corredores Transcarioca e Transolímpicao estão regulares e funcionando. Por segurança, há restrições em trecho da Transoeste. Na área do Rio Ônibus, os ônibus convencionais operam com 71% de capacidade.

Nos hospitais, os atendimentos foram reduzidos porque funcionários não conseguiram chegar ao trabalho. A redução atingiu 30% das atividades, priorizando casos de urgência e emergência. Porém, lentamente, alguns procedimentos eletivos dos pacientes internados voltam a ser realizados. Situação semelhante se repete nas unidades de Atenção Primária, que registram falta de metade dos funcionários que depende de transporte público. Há registros de dificuldades para realização de exames cujas amostras precisam ser enviadas para laboratórios.

As escolas e creches municipais também retornaram às atividades nesta terça-feira. As universidades públicas e várias privadas também fecharam suas portas nos últimos dias por causa das dificuldades causadas pela paralisação.

O serviço de limpeza urbana, incluindo a coleta domiciliar, operações de coleta seletiva, de remoção gratuita e de poda de árvores foi regularizado, segundo a Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb).

Edição: Sabrina Craide

 

Últimas Notícias

Jornalista e radialista Laerte Junior morre aos 52 anos
Prazo para consolidar dívidas do Refis começa nesta segunda
Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
Receita libera hoje consulta a sétimo lote de restituição do IR 2018
Intenção de investimentos da indústria cresce 4,4 pontos
Mercado reduz estimativa de inflação pela sétima vez
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
Anatel apreende mais de 126 mil produtos não certificados

MAIS NOTICIAS

 

Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
 
 
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
 
 
Diálogo Brasil debate projeto Escola sem Partido
 
 
Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social
 
 
Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus
 
 
ONG homenageia policiais militares mortos no estado do Rio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212