Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


09 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Ministros participam de reunião do grupo de monitoramento - Jornal Brasil em Folhas
Ministros participam de reunião do grupo de monitoramento


Em meio à retomada do abastecimento no país com a volta dos caminhoneiros às estradas, o governo faz, na manhã de hoje (1°), mais uma reunião do Grupo de Acompanhamento da Normalização do Abastecimento, no Palácio do Planalto.

Nos últimos dias o governo vem avaliando que a chegada de produtos e combustíveis aos consumidores caminha para a normalidade. Os ministros têm discutido também medidas para punir pessoas que agiram com o intuito de impedir a volta dos caminhoneiros às estradas e empresas que tenham praticado locaute.

Outra preocupação é garantir que o desconto no preço do diesel chegue ao consumidor. Ontem (31), o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse que os postos que não repassarem aos consumidores o desconto de R$ 0,46 no litro do óleo diesel poderão ser punidos. A decisão de congelar por 60 dias a redução do preço do diesel na bomba foi uma das medidas tomadas pelo governo para atender as reivindicações dos caminhoneiros na negociação pelo fim da paralisação.

Padilha informou que o governo vai firmar um acordo com a Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis) para garantir o repasse do desconto. Quem descumprir o acordo pode ser multado em até R$ 9,4 milhões, sofrer suspensão temporária das atividades, interdição dos estabelecimentos e até mesmo cassação da licença.

No acordo fechado com representantes dos caminhoneiros durante as negociações, o governo concordou ainda em eliminar a cobrança do pedágio dos eixos suspensos dos caminhões em todo o país, além de estabelecer um valor mínimo para o frete rodoviário.

Participam da reunião o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha; o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, Sergio Etchegoyen; o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun; o ministro substituto da Justiça, Claudemir Brito; o ministro da Defesa, general Silva e Luna; a advogada-geral da União, Grace Mendonça; o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro; o ministro interino da Agricultura, Eumar Novacki; e o ministro de Direitos Humanos, Gustavo Rocha.

Essa pode ser a última reunião do Grupo de Acompanhamento da Normalização do Abastecimento que foi instituído de forma emergencial.

Edição: Lílian Beraldo

 

Últimas Notícias

Petrobras demite funcionários com prisão decretada na Lava Jato
Porto de Santos movimenta 110 milhões de toneladas de carga em 2018
Alimentos da cesta básica estão mais caros em 16 capitais brasileiras
Vendas internas de veículos novos têm melhor resultado desde 2015
BNDES lança programa para atender startups
Mercosul e UE retomam negociação com expectativa de acordo até março
Poupança tem menor captação para meses de novembro em três anos
Toma posse diretoria da nova Agência Reguladora de Mineração

MAIS NOTICIAS

 

Moro reafirma “confiança pessoal” em Onyx
 
 
Após discussão, votação do Escola sem Partido em comissão é suspensa
 
 
Senado aprova projeto que congela distribuição de recursos do FPM
 
 
Crediário e cartão são os maiores responsáveis pela inadimplência
 
 
Balança comercial tem segundo melhor superávit para meses de novembro
 
 
Enel anuncia R$ 3,1 bi em distribuição de energia em São Paulo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212