Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Preço alto da gasolina leva primeiro-ministro da Jordânia à renúncia - Jornal Brasil em Folhas
Preço alto da gasolina leva primeiro-ministro da Jordânia à renúncia


O primeiro-ministro da Jordânia, Hani al-Mulk, foi forçado a renunciar, depois de protestos de rua crescentes contra o aumento no preço da gasolina, eletricidade, água, transporte público e tabaco, além de maior impostos para 165 produtos, feitos para atender o FMI e reduzir o déficit público, no valor de 40 bilhões de dólares.

O rei Abdullah cancelou uma viagem ao exterior, diante dos protestos no reino. Nas redes sociais os jordanianos estão escrevendo: “Não toque em meu salário”; “Governo de Ladrões” e “Não roubem nossos direitos”. A manifestação ocorrida no sábado levou 200 mil pessoas às ruas. Um boicote aos postos de gasolina foi proclamado.

A última vez em que os jordanianos saíram as ruas protestando foi em 1989, mas em número bem menor que os de hoje. Pediam a remoção do primeiro-ministro Zaid al-Rifai, o cancelamento do estado de emergência, reformas democráticas e o fim de medidas econômicas drásticas, cancelados os subsídios existentes.

O rei Abdullah já congelou o preço do combustível, para apaziguar os súditos. Ele deve também alterar o pacote de medidas enviado para aprovação. Como o pai, no passado, ele prefere trocar ministros de seu governo e atender às reivindicações das ruas do que perder o trono.

*O jornalista Moisés Rabinovici é comentarista da Rádio Nacional e apresentador do programa Um olhar sobre o Mundo, na TV Brasil

Edição: Maria Claudia

 

Últimas Notícias

Saúde libera recursos para atender moradores da região de Brumadinho
Justiça determina prisão preventiva de acusado de espancar paisagista
Irmão de mulher espancada diz que ainda está chocado com a violência
Flamengo pede mais prazo para decidir sobre indenização de vítimas
Profissionais que atuaram em Brumadinho serão monitorados
Auditores descobrem 158 Kg de cocaína na fronteira com a Bolívia
Governo determina medidas de precaução para barragens em todo o país
Bolsonaro irá ao Congresso entregar texto da reforma da Previdência

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212