Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Oct de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Temer: denúncias são tentativas de esquartejamento político e moral - Jornal Brasil em Folhas
Temer: denúncias são tentativas de esquartejamento político e moral


Em entrevista exclusiva à TV Brasil, o presidente Michel Temer fez hoje (7) um forte desabafo sobre o bombardeio de denúncias que vem sofrendo há praticamente um ano. Segundo Temer, o que estão tentando fazer é o esquartejamento político e moral do presidente da República. Não é um movimento investigativo; é político, para desmoralizar o governo, disse.

Lamento ter de dizer que é violação dos direitos constitucionais. O tratamento que me dão é indigno. Estou sendo vilipendiado, completou em entrevista à jornalista Roseann Kennedy, no programa Nos Corredores do Poder.

O presidente afirmou que os inquéritos são prorrogados por mais e mais tempo na tentativa de alcançar o presidente da República, mas que nunca houve provas de irregularidades. Vão buscar coisas já arquivadas, de 1998. Encontraram um documento não sei onde, de não sei quantos anos atrás e querem saber o que o Temer tem a ver com isso. O Brasil está neste tom. É insuportável. Mas isso não paralisa o governo não; pelo contrário, afirmou.

O presidente disse ainda que não tem preocupações com a quebra de seu sigilo bancário ou telefônico. Não me incomodo; é indevido, mas não vou recorrer. Podem ver minhas modestíssimas contas bancárias. Tenho 50 anos ou mais de serviço e como patrimônio coisa mínima. Não tenho fazendas, empresa, casa de praia, casa de campo, enumerou. É um desplante, mas fiquem à vontade. Podem repastar-se. Mas isso não pode continuar assim, reclamou.

Se me permitem uma expressão grosseira, digo que vão quebrar a cara [sobre pedido da Polícia Federal de quebra de sigilo telefônico, referente a 2014]. Podem olhar tudo; verifiquem com quem eu falei, desafiou.

Atualmente, são duas investigações contra o presidente. Uma diz respeito ao Decreto dos Portos. O que está sendo investigado é se a empresa Rodrimar S/A foi beneficiada intencionalmente pela edição do decreto, de 2016. A outra investigação é sobre um suposto favorecimento à empreiteira Odebrecht pela antiga gestão da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República entre 2013 e 2015.

O presidente lembrou que as coisas positivas feitas pelo governo costumam não ser atribuídas a ele. A área economia caiu do céu? Não. Havia um.presidente preocupado com a recuperação do país que trouxe essas pessoas para o governo, avaliou.

Fizemos a reforma do ensino médio, criamos a maior reserva marinha do mundo, melhoramos a saúde; não foi só na economia que atuamos, completou.

Edição: Carolina Pimentel

 

Últimas Notícias

Premiação tem projeto de escola goiana entre os vencedores da etapa regional
Marlúcio Pereira propõe isenção de taxas para templos de cultos religiosos
Brasil tem mais de 2,5 milhões de professores
Polícia Ambiental busca jiboia desaparecida em prédio de Brasília
Justiça de Goiás bloqueia bens de Marconi Perillo e de ex-secretário
Partidos lançam frente de apoio à candidatura de Haddad
Governo decide manter começo do horário de verão em 4 de novembro
Polícia descobre autora de tratamento estético que matou mulher no Rio

MAIS NOTICIAS

 

Equipe de transição deve ser definida hoje à tarde, diz Caiado
 
 
ONS vai reforçar ações de segurança energética nas eleições e no Enem
 
 
Inflação medida pelo INPC sobe para 0,30% em setembro
 
 
Universidades particulares terão disciplina sobre primeira infância
 
 
Com Enem, horário de verão começa no dia 18 de novembro
 
 
Governo anuncia recursos de R$ 600 milhões para o ensino médio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212