Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Escolas flexibilizam calendário durante a Copa - Jornal Brasil em Folhas
Escolas flexibilizam calendário durante a Copa


A Copa do Mundo Rússia 2018 começou hoje (14) com uma partida entre o país anfitrião e a Arábia Saudita, no Estádio Luzhniki, em Moscou, que terminou em 5 X 0 para a Rússia. O mundial de futebol impôs um novo ritmo às escolas brasileiras, e calendário das aulas varia de acordo com a rede de ensino e com a unidade escolar.

Algumas escolas optaram por antecipar as férias do meio do ano, para englobar todo o período da Copa; outras preferiram liberar os alunos nos horários dos jogos do Brasil. Em todos os casos, as unidades de ensino devem cumprir o mínimo de 200 dias letivos e 800 horas no ano, estabelecido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (9.394/1996).

De acordo com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), muitas das redes municipais, que concentram a maior parte do ensino infantil e fundamental, optaram por suspender as aulas no período em que haverá jogos do Brasil. “Quando tem jogo no horário da manhã, facultam esse horário. O município tem autonomia para fazer os ajustes”, diz o presidente da Undime, Alessio Costa Lima. Ele esclarece, no entanto, que as escolas terão que repor essas aulas.

De acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), os estados também têm autonomia para decidir sobre as aulas. As escolas estaduais concentram a maior parte do ensino médio. No Mato Grosso, por exemplo, não houve uma decisão para toda a rede. O estado determinou que cada escola poderá decidir se suspende as aulas, se realiza atividades pedagógicas nos dias dos jogos ou ainda se segue o cronograma inicial do calendário escolar e realiza as aulas normalmente.

O Distrito Federal também permitiu que as escolas flexibilizassem o calendário escolar. Já o estado de São Paulo, determinou a suspensão das aulas nas escolas da rede nos períodos em que o Brasil estiver em campo.

As escolas particulares têm, no geral, optado por dar aulas no turno oposto ao dos jogos da seleção brasileira, de acordo com a vice-presidente da Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep), Amabile Pacios. “As escolas têm liberdade de tomar, dentro dos contextos regionais, as decisões. A gente percebe uma tendência de manter as aulas no turno em que não acontece o jogo. Então se o jogo acontece de manhã, tem aula à tarde e se acontece de tarde, tem aula de manhã. É raro ter escola particular que vai suspender a atividade. Algumas vão manter as aulas normalmente, inclusive durante os jogos”, diz.

Jogos do Brasil

A estreia do Brasil será neste domingo (17), às 15h. O Brasil joga novamente na sexta-feira (22), às 9h; e na quarta-feira (27), às 15h. A Copa vai até o dia 28 de junho. Os próximos jogos dependerão do desempenho do Brasil nessa primeira fase.

Em algumas cidades, como no Rio de Janeiro, a administração pública decretou ponto facultativo nos dias de jogos da seleção brasileira. Já para os funcionários públicos federais, o Ministério do Planejamento editou uma portaria que flexibiliza os horários em dias de jogos, e as horas não trabalhadas deverão ser compensadas pelos servidores.

Edição: Denise Griesinger

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212