Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Jul de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Tesouro volta a cancelar leilões de títulos públicos - Jornal Brasil em Folhas
Tesouro volta a cancelar leilões de títulos públicos


A instabilidade no mercado financeiro levou o Tesouro Nacional a desistir de vender títulos públicos no mercado. O Tesouro cancelou os leilões de papéis prefixados – LTN (de curto prazo) e NTN-F (de médio e longo prazo) – previstos para a próxima quinta-feira (21).

Os títulos prefixados estão mais sujeitos às variações do mercado porque os compradores exigem um prêmio sobre a taxa de juros. Essa taxa extra reflete as oscilações no mercado financeiro. Diferentemente dos demais papéis, os prefixados têm o rendimento definido com antecedência. O comprador sabe exatamente quanto vai ganhar, por isso pede um prêmio.

Os leilões de LFT – títulos corrigidos pela taxa Selic, de prazo mais curto – foram mantidos. Esses papéis são menos afetados pela instabilidade do mercado financeiro porque estão atrelados aos juros básicos da economia, que atualmente estão no menor nível da história, em 6,5% ao ano.

Além de cancelar os leilões de prefixados, o Tesouro anunciou que, na próxima semana, continuará a recomprar títulos de investidores que querem desfazer-se dos papéis. A União recomprará NTN-F com vencimento em janeiro de 2023, 2025, 2027 e 2029 e LTN, com vencimento em julho de 2020, julho de 2021 e janeiro de 2022.

O Tesouro também recomprará NTN-B (papéis corrigidos pela inflação oficial) com vencimentos em agosto de 2020, maio de 2021, agosto de 2022 e maio de 2023. Até agora, o órgão vinha recomprando apenas NTN-F.

Por meio dos títulos públicos, o governo pega dinheiro emprestado dos investidores para honrar compromissos. Em troca, o Tesouro Nacional compromete-se a devolver o valor com algum acréscimo, que pode ser prefixado (definido com antecedência) ou seguir a Selic, a inflação ou o câmbio.

Desde a greve dos caminhoneiros, que provocou turbulências no mercado, o Tesouro vem suspendendo leilões e recomprando papéis. O procedimento continuou com a deterioração do mercado internacional nas últimas semanas.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Food Garden Flamboyant oferece conteúdo e o melhor da gastronomia
TIM contempla clientes de todo o Brasil com um par de ingressos para cinemas
Goiás quer menos desperdício de dinheiro e mais ações sociais efetivas em parceria com as igrejas, diz Ronaldo Caiado em Catalão
Evolução de Meirelles em pesquisas anima MDB
Lotéricas lutam para continuar recebendo faturas da Enel
Congresso aprova diretrizes orçamentárias para 2019
Senado aprova projeto relatado por Caiado que cria política de assistência a pacientes com doenças raras
Aparecidenses ganharão mais espaços de lazer e convivência até o final do ano

MAIS NOTICIAS

 

Relatório final da LDO pode ser entregue hoje na Comissão de Orçamento
 
 
Parecer da LDO veta renúncia fiscal, reduz custeio e congela salários
 
 
EBC suspende perfis nas redes sociais durante período eleitoral
 
 
Câmara pode votar nesta quarta projeto da Escola sem Partido
 
 
Brasil e Vietnã assinam acordos em aviação e agricultura
 
 
Toffoli cassa decisão de Moro e livra Dirceu de tornozeleira

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212