Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Carioca ainda aguarda estreia do Brasil para entrar no clima da Copa - Jornal Brasil em Folhas
Carioca ainda aguarda estreia do Brasil para entrar no clima da Copa


O domingo frio e chuvoso tirou a maioria dos cariocas das praias da cidade do Rio de Janeiro. Apenas os que fazem atividades físicas, principalmente caminhadas pela areia, e os praticantes de surfe e atividades esportivas como vôlei e futevôlei, são vistos na orla. É neste clima que a população da capital fluminense vai acompanhar a estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da Rússia. O jogo contra a Suíça está marcado para as 15h, na Arena Rostov.

Embora os ventos frios e úmidos, aliado a um sistema de baixa pressão, já estejam se afastando da costa fluminense, a nebulosidade ainda prevalecerá por todo o estado, com as temperaturas mínima e máxima se mantendo entre os 25º e os 13º, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia. Nas principais ruas e avenidas da cidade, o clima na manhã de hoje ainda é de relativa indiferença. O colorido das ruas e praças, onde tradicionalmente o público se concentra para ver os jogos, é bem diferente de outras Copas. Nem todos os torcedores se preocuparam com a ornamentação tradicional vistas em mundiais anteriores. Ainda assim é possível ver ornamentações em ruas e bairros de pontos distintos de norte a sul da capital.

Em Copacabana, por exemplo, o verde e amarelo e as tradicionais bandeirinhas que enfeitam algumas áreas do bairro estão presentes em ruas como a República do Peru e Constantes Ramos, mas a Praça Itanhangá, próximo ao Hotel Copacabana Palace – ponto tradicional de concentração de torcedores - não há qualquer sinal da animação de outras Copas. No Centro, a ornamentação é inferior a de anos anteriores. Apenas, nas ruas dos Inválidos e do Senado foram enfeitadas com bandeirinhas nas cores da seleção.

Mas a expectativa é de que o carioca, de uma maneira geral, desperte para a Copa da Rússia, a partir deste domingo, quando o Brasil estrear contra a Suíça. Na orla carioca, os mais de 100 quiosques, espalhados de Copacabana à Barra da Tijuca, instalaram telões para que a torcida possa assistir e torcer pela seleção brasileira. Os turistas também poderão acompanhar a partida na Arena Morro da Urca, onde um telão está à disposição de quem for ao local.

No Parque do Flamengo, o esquenta para o jogo será animado pelo bloco Fogo e Paixão e haverá ainda shows com Zeca Pagodinho e Casuarina. No Renascença Clube, um dos mais tradicionais da cidade, haverá a inédita união do samba, futebol e festa junina. Na zona norte, a quadra da Portela terá a bateria da escola animando os torcedores. Na Tijuca, a Rua Alzira Brandão espera receber um grande número de moradores do bairro e de outras regiões da cidade para torcer pelo Brasil.

O local ficou conhecido como Alzirão e chegou a reunir cerca de 30 mil torcedores, em copas anteriores. Uma bandeira gigante do Brasil e um telão foram instalados. Para animar os torcedores, estão previstos shows de diversos artistas.

Na Praça Mauá, no centro do Rio, ao lado do Museu do Amanhã, foram também colocados telões. Cantores como, Bochecha e Iza, animarão as pessoas que forem ao local.

O Centro de Operações da prefeitura do Rio montou um esquema especial de trânsito para facilitar o deslocamento dos torcedores. Algumas ruas e avenidas serão interditadas para que a torcida possa festejar mais à vontade. Ao todo cerca de 70 homens da Guarda Municipal e da CET-Rio estarão mobilizados no controle do trânsito.

Edição: Aécio Amado

 

Últimas Notícias

Bolsonaro terá uma série de reuniões na próxima semana em Brasília
Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212