Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Norte-americanos têm dificuldade para diferenciar fatos de opiniões - Jornal Brasil em Folhas
Norte-americanos têm dificuldade para diferenciar fatos de opiniões


Uma pesquisa divulgada nesta segunda (18) mostra que apenas pouco mais de um quarto (26%) dos norte-americanos consegue diferenciar afirmações baseadas em fatos de declarações opinativas. A pesquisa foi conduzida pelo Pew Research Center, com sede em Washington, que entrevistou 5.035 adultos norte-americanos para chegar às conclusões.

Segundo os pesquisadores, fatos podem ser definidos como algo que pode ser provado ou refutado por evidência objetiva e opiniões são aquilo que reflete as crenças e valores de quem as expressa.

O método utilizado consistia em apresentar dez afirmações para os entrevistados. Cada uma delas deveria ser classificada como uma declaração factual ou opinativa. Foram feitas perguntas como “Gastos com previdência e saúde somam a maior parte do orçamento federal dos Estados Unidos” ou “A democracia é a melhor forma de governo”.

Segundo os pesquisadores, foram incluídas afirmações tanto opinativas quanto factuais que apelavam para as visões de mundo tanto de pessoas à direita quanto à esquerda do espectro político, de maneira equilibrada.
Grupos

Pessoas mais conectadas com as discussões de temas políticos, com conhecimentos do mundo digital e também aquelas que mais confiam na mídia tiveram desempenho melhor na classificação das frases. Por exemplo, 36% dos norte-americanos mais conscientizados politicamente conseguiram diferenciar com correção todas as frases factuais, enquanto apenas 17% dos menos envolvidos com política conseguiram fazer o mesmo.

Entre os norte-americanos com mais conhecimentos do mundo digital, 44% conseguiram identificar declarações opinativas, enquanto apenas 21% dos que têm menos intimidade com a tecnologia conseguiram fazer o mesmo.

Outro fator que influenciou o desempenho dos candidatos foi sua confiança na mídia. Quase quatro em cada dez norte-americanos que confiam muito nas informações vindas de organizações jornalísticas nacionais conseguiram identificar corretamente todas as cinco declarações factuais, comparados com apenas 18% dos que não confiam.

Tanto republicanos quanto democratas foram influenciados por suas afiliações políticas na hora de classificar. Cidadãos ligados a um ou outro partido tinham mais tendência a classificar como factuais informações factuais e opinativas que favorecessem suas visões de mundo.

Por exemplo, 89% dos democratas conseguiram identificar corretamente que a frase “O presidente Barack Obama nasceu nos Estados Unidos” é factual, contra 63% dos republicanos. Por outro lado, 37% dos democratas classificaram incorretamente como factual a seguinte afirmação opinativa: “Aumentar o salário mínimo federal para US$ 15 é essencial para a saúde da economia norte-americana”. Apenas 17% dos republicanos cometeram o mesmo erro.

Fato x correção

O estudo procurou entender se os norte-americanos saberiam diferenciar afirmações factuais de opinativas independentemente de as afirmações estarem corretas. Por exemplo, a frase “Os imigrantes que estão nos Estados Unidos ilegalmente têm alguns direitos de acordo com a Constituição” é factual, independentemente de seu conteúdo estar certo – ou seja, seria possível que esses imigrantes não tivessem nenhum direito constitucional, mas mesmo assim a frase não seria opinativa.

O estudo mostrou que quando os entrevistados identificavam uma frase como factual, em sua grande maioria, eles também acreditavam que ela estava certa.

Edição: Valéria Aguiar

 

Últimas Notícias

Furto de combustível causou explosão que matou ao menos 66 pessoas
Sobe para 399 número de presos por ataques no Ceará
Migrantes desaparecidos em naufrágio no Mediterrâneo já são 114
Aniversário de São Paulo terá programação com diversidade de ritmos
Mais de 600 pessoas levavam gasolina na hora da explosão de oleoduto
Pré-carnaval movimenta foliões nas ruas do Rio
Brasil expressa condolências às famílias das vítimas no México
Marcha das Mulheres reúne milhares pelo mundo

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212