Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Lagarde defende que abertura da economia chinesa é essencial - Jornal Brasil em Folhas
Lagarde defende que abertura da economia chinesa é essencial


Lagarde sugere três “políticas imperativas”, como a abertura da economia chinesa, a redução das diferenças entre pobres e ricos e entre zonas urbanas e rurais e investimento em Investigação e Desenvolvimento (I&D)

A diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, defendeu hoje (20) que a abertura da economia chinesa, entre outras reformas estruturais, é essencial para que a China alcance um crescimento mais sustentável.

No Fórum de Desenvolvimento da China, que reúne empresários e líderes locais em Pequim, Lagarde destacou que o país asiático deve encontrar mais sustentabilidade e avançar nas “reformas necessárias”, segundo um comunicado publicado na página do FMI.

Lagarde sugere três “políticas imperativas”, como a abertura da economia chinesa, a redução das diferenças entre pobres e ricos e entre zonas urbanas e rurais e investimento em Investigação e Desenvolvimento (I&D).

Estas três orientações estão incluídas no novo Plano Quinquenal aprovado pelas autoridades chinesas na semana passada e ajudarão a China a conseguir “um crescimento de maior qualidade, mais inclusivo e mais sustentável” se forem implementadas, destacou.

O 13º Plano Quinquenal estabelece as políticas a seguir pelo Governo entre 2016 e 2020 e procura alcançar um crescimento econômico de, pelo menos, 6,5% anuais, para duplicar em 2020 o Produto Interno Bruto (PIB) e o rendimento ‘per capita’ que o país tinha em 2010.

Lagarde considerou que a transição da economia chinesa é boa para a China e para o mundo, mas alertou que, como qualquer transição, terá “sobressaltos”.

O plano, aprovado pela assembleia Nacional da China (Parlamento chinês) procura modernizar o sistema industrial chinês, especialmente no setor público, enquanto reserva um lugar central à inovação e desenha políticas de distribuição de mão-de-obra, tecnologia e capital.

 

Últimas Notícias

John Forman recusa cargo no Conselho de Administração da Petrobras
Em visita oficial, Macri é recebido no Planalto por Bolsonaro
Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018
Ex-comandante da Marinha é indicado para o conselho da Petrobras
Inflação para idosos fecha 2018 em 4,75%, informa FGV

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212