Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Norma que protege escolas foi descumprida na Maré, diz secretário - Jornal Brasil em Folhas
Norma que protege escolas foi descumprida na Maré, diz secretário


O secretário de Educação do município do Rio de Janeiro, César Benjamin, disse hoje (21) que a Secretaria Estadual de Segurança Pública vem descumprindo a instrução normativa que visa a proteger alunos de escolas municipais de operações policiais. Na manhã de ontem, o adolescente Marcus Vinicius da Silva, de 14 anos, foi baleado no Complexo da Maré, onde foi realizada uma operação da Polícia Civil. Segundo a família, ele estava indo para a escola quando foi atingido por tiros. Ele morreu na noite de ontem.

Essa instrução não está sendo cumprida nas operações policiais mais recentes. Vamos nos reunir com a secretaria de segurança para rediscutir essa instrução e exigir que ela seja cumprida, disse o secretário.

A instrução normativa foi publicada pela Secretaria de Segurança Pública em 15 de agosto do ano passado, após uma série de discussões com a Secretaria Municipal de Educação. O debate ganhou força após a morte da estudante Maria Eduarda, de 13 anos, dentro de uma escola de Acari, na zona norte, também durante uma operação policial.

Segundo o documento, agentes das polícias Civil e Militar devem evitar operações em horários de maior fluxo de entrada e saída de pessoas em áreas próximas a escolas, creches, postos de saúde e hospitais. Além disso, o texto prevê “o não baseamento de recursos operacionais nas entradas e interior de tais estabelecimentos, principalmente, entrada e saída de alunos nos estabelecimentos de ensino. A norma é assinada pelo então secretário estadual de Segurança, Roberto Sá.

César Benjamin afirma que mantém contato diário com a secretaria de Segurança Pública para evitar situações como a de ontem. Segundo ele, a operação fugiu do controle e foi um erro.

Não quero crucificar as autoridades de segurança, mas elas erraram ontem. Com certeza, erraram, disse. Mantenho pelo menos 15 contatos por dia com a Secretaria de Segurança. O que aconteceu ontem foi uma situação que saiu do controle por causa de uma operação mal planejada, com excesso de violência.

O secretário acompanhou a família na liberação do corpo de Marcus Vinicius no Instituto Médico-Legal (IML) e afirmou que a prefeitura vai buscar uma nova moradia para a mãe, o pai e a irmã do adolescente.

César Benjamin confirmou ainda que foi necessária uma negociação para que a ambulância que socorreu Marcus Vinicius deixasse a comunidade. Segundo ele, barreiras estabelecidas pela operação atrasaram a saída do veículo.

Fiquei em contato direto com o secretário de Segurança solicitando a abertura das barreiras, e elas foram abertas, disse. Houve uma perda de mais ou menos uma hora nessa negociação. Talvez essa hora tenha sido fatal.

A Agência Brasil procurou a Secretaria Estadual de Segurança Pública e a direção da Polícia Civil, mas não recebeu resposta até a publicação desta matéria.

Edição: Lílian Beraldo

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212