Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jul de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Festival reúne gastronomia e cultura de refugiados no Rio - Jornal Brasil em Folhas
Festival reúne gastronomia e cultura de refugiados no Rio


Com comidas típicas, performances, artesanato e oficinas, refugiados que vivem no Rio de Janeiro celebraram a cultura de seus países no Rio Refugia, festival gastronômico, cultural e social em sua segunda edição na cidade. Neste ano, o evento foi organizado no Sesc Tijuca, na zona norte do Rio de Janeiro.

Comidas típicas de países como Haiti, Síria, Congo, Venezuela, Índia, Nigéria e Camarões estavam à venda em barracas. O público formou filas para provar iguarias como o as típicas arepas dos venezuelanos, principais solicitantes de refúgio no Brasil, em 2017, ao lado de cubanos e haitianos.

Entre os refugiados da África, o Brasil também recebe oriundos do Senegal, como Amina Nangob, que vive no Rio de Janeiro há seis anos. No evento, ela vendia roupas e acessórios de estilo africano.

Eu vim para trabalhar e tentar uma vida melhor do que eu tinha lá. Estou trabalhando muito, disse, sorridente, enquanto atendia clientes em sua barraca. Para Amina, a troca cultural é sempre positiva. Cada um tem a sua vida, mas eu acho que, às vezes, a gente pode compartilhar as experiências com outras pessoas para melhorarmos.

A assistente social Suelen Felix terminou a graduação com um trabalho sobre refugiados e foi ao festival manter a troca cultural que recomenda que todos busquem: Acho importante os brasileiros se aproximarem dos refugiados e dos imigrantes. Se a gente olhar a formação do povo brasileiro, tem uma mistura, lembrou Suelen, que acredita que essa é uma forma de combater preconceitos como o racismo que persiste na cultura brasileira

Suelen transformou a experiência em programa de sábado com o namorado, o designer gráfico Guilherme Lopes. Tudo que tem um viés mais humanitário, a gente gosta muito. E a gente é da umbanda, então, estávamos comprando coisas relativas aos orixás, disse o designer.

*Colaborou a repórter Tâmara Freire, das Rádios EBC

Edição: Maria Claudia

 

Últimas Notícias

Valor corrigido da cota do PIS/Pasep já pode ser conferido
Preço da cesta básica paulistana tem alta de 2,95% em junho
Banco Central divulga ranking de queixas a bancos no segundo trimestre
Embraer anuncia venda de 25 jatos para United Airlines
Presidente da AEB reclama protagonisno do comércio exterior
Exportação de suco de laranja registra alta de 29%, puxada pelos EUA
Médias empresas terão de ingressar no eSocial a partir de hoje
FMI reduz para 1,8% previsão de crescimento para o Brasil em 2018

MAIS NOTICIAS

 

Relatório final da LDO pode ser entregue hoje na Comissão de Orçamento
 
 
Parecer da LDO veta renúncia fiscal, reduz custeio e congela salários
 
 
EBC suspende perfis nas redes sociais durante período eleitoral
 
 
Câmara pode votar nesta quarta projeto da Escola sem Partido
 
 
Brasil e Vietnã assinam acordos em aviação e agricultura
 
 
Toffoli cassa decisão de Moro e livra Dirceu de tornozeleira

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212