Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Confronto entre polícia e servidores marca votação na Câmara do Rio - Jornal Brasil em Folhas
Confronto entre polícia e servidores marca votação na Câmara do Rio


Um confronto entre policiais militares e manifestantes na entrada da Câmara Municipal do Rio de Janeiro marcou o início da sessão de votação em segundo turno do projeto de lei encaminhado pela prefeitura da cidade que altera as normas de aposentadoria e pensão de servidores municipais. O tumulto começou quando os servidores tentavam entrar na casa legislativa para acompanhar a votação.

Entre as principais mudanças propostas pela prefeitura do Rio está a taxação de 11% sobre a parcela de remuneração que exceder o limite máximo de benefício estabelecido para o Regime Geral de Previdência Social.

Em nota, a Polícia Militar informou que policiais do 5º BPM (localizado na Praça da Harmonia) e do Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos (BPGE) ainda “acompanham e monitoram a aglomeração de pessoas nas proximidades da Câmara Municipal do Rio”.

Feridos e presos

O vereador Reimont, líder do PT, disse que houve tentativa de prisão de professores que participavam da manifestação, outras pessoas foram feridas e algumas presas, mas não precisou quantas. A tensão que se viu do lado de fora passou para dentro do plenário onde estão ocorrendo as discussões para votação e nas galerias há manifestações contra o projeto.

A Secretaria de Saúde não confirmou a existência de feridos atendidos em hospitais. A PM acrescentou que foi necessário o uso de armamento não letal para conter a confusão, mas não mencionou feridos nem presos. A PM também não informa, por questão de segurança, quantos policiais participam da operação e nem quantos manifestantes estavam no local no momento do tumulto.

O secretário da Casa Civil, Paulo Messina, que foi exonerado do cargo pela segunda vez para participar da votação do projeto, é quem está defendendo a aprovação pelo lado do governo do município do Rio. No primeiro turno, a base do governo municipal conseguiu 28 votos favor contra 20 dos vereadores que se opõem às mudanças.

Apesar de admitir que será difícil barrar a aprovação, o vereador Reimont espera que alguns votos a favor sejam revertidos. “Esperamos que dois ou três votos mudem. Essa é a nossa expectativa”, contou. A Agência Brasil não conseguiu falar com o líder do governo, Dr. Jairinho.

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212