Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jul de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Confronto entre polícia e servidores marca votação na Câmara do Rio - Jornal Brasil em Folhas
Confronto entre polícia e servidores marca votação na Câmara do Rio


Um confronto entre policiais militares e manifestantes na entrada da Câmara Municipal do Rio de Janeiro marcou o início da sessão de votação em segundo turno do projeto de lei encaminhado pela prefeitura da cidade que altera as normas de aposentadoria e pensão de servidores municipais. O tumulto começou quando os servidores tentavam entrar na casa legislativa para acompanhar a votação.

Entre as principais mudanças propostas pela prefeitura do Rio está a taxação de 11% sobre a parcela de remuneração que exceder o limite máximo de benefício estabelecido para o Regime Geral de Previdência Social.

Em nota, a Polícia Militar informou que policiais do 5º BPM (localizado na Praça da Harmonia) e do Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos (BPGE) ainda “acompanham e monitoram a aglomeração de pessoas nas proximidades da Câmara Municipal do Rio”.

Feridos e presos

O vereador Reimont, líder do PT, disse que houve tentativa de prisão de professores que participavam da manifestação, outras pessoas foram feridas e algumas presas, mas não precisou quantas. A tensão que se viu do lado de fora passou para dentro do plenário onde estão ocorrendo as discussões para votação e nas galerias há manifestações contra o projeto.

A Secretaria de Saúde não confirmou a existência de feridos atendidos em hospitais. A PM acrescentou que foi necessário o uso de armamento não letal para conter a confusão, mas não mencionou feridos nem presos. A PM também não informa, por questão de segurança, quantos policiais participam da operação e nem quantos manifestantes estavam no local no momento do tumulto.

O secretário da Casa Civil, Paulo Messina, que foi exonerado do cargo pela segunda vez para participar da votação do projeto, é quem está defendendo a aprovação pelo lado do governo do município do Rio. No primeiro turno, a base do governo municipal conseguiu 28 votos favor contra 20 dos vereadores que se opõem às mudanças.

Apesar de admitir que será difícil barrar a aprovação, o vereador Reimont espera que alguns votos a favor sejam revertidos. “Esperamos que dois ou três votos mudem. Essa é a nossa expectativa”, contou. A Agência Brasil não conseguiu falar com o líder do governo, Dr. Jairinho.

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Valor corrigido da cota do PIS/Pasep já pode ser conferido
Preço da cesta básica paulistana tem alta de 2,95% em junho
Banco Central divulga ranking de queixas a bancos no segundo trimestre
Embraer anuncia venda de 25 jatos para United Airlines
Presidente da AEB reclama protagonisno do comércio exterior
Exportação de suco de laranja registra alta de 29%, puxada pelos EUA
Médias empresas terão de ingressar no eSocial a partir de hoje
FMI reduz para 1,8% previsão de crescimento para o Brasil em 2018

MAIS NOTICIAS

 

Relatório final da LDO pode ser entregue hoje na Comissão de Orçamento
 
 
Parecer da LDO veta renúncia fiscal, reduz custeio e congela salários
 
 
EBC suspende perfis nas redes sociais durante período eleitoral
 
 
Câmara pode votar nesta quarta projeto da Escola sem Partido
 
 
Brasil e Vietnã assinam acordos em aviação e agricultura
 
 
Toffoli cassa decisão de Moro e livra Dirceu de tornozeleira

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212