Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Em jogo sofrido, Messi marca e ressuscita a Argentina na Copa - Jornal Brasil em Folhas
Em jogo sofrido, Messi marca e ressuscita a Argentina na Copa


Como todos os jogos da Argentina na Copa do Mundo da Rússia até agora, foi sofrido. A seleção liderada por Messi passou sufoco, fez o gol da vitória no final da partida e venceu a Nigéria por 2 x 1. O camisa 10 não jogou bem, mas fez o necessário. Começou a partida assumindo a responsabilidade e marcou o primeiro gol do jogo. Ficou sumido durante todo o segundo tempo, mas assumiu a responsabilidade no final, quando o time precisava segurar a vitória.

A Nigéria não mereceu vencer. Fez o gol em um pênalti feito por Mascherano e pouco produziu depois disso. No único bom contra-ataque do time no jogo, o centroavante nigeriano perdeu a oportunidade de fazer o gol da classificação.

A Argentina avança às oitavas jogando com vontade, raça, mas sem organização tática, além de uma defesa insegura. Enfrentam a França no próximo sábado (30) e este será o maior desafio até agora para as duas seleções. A França, que passou de fase sem sustos, não foi testada até agora.

O jogo

A Argentina ditou o ritmo da partida no início do primeiro tempo. Foi o período do jogo em que Messi mais apareceu. Mas a defesa nigeriana, que montou uma linha de cinco jogadores na frente da área, marcava bem. Aos 13 minutos, finalmente ele desencantou. O 10 da Argentina recebeu um ótimo lançamento de Banega ainda do campo de defesa. Messi dominou já ganhando na velocidade dos zagueiros e bateu cruzado, marcando seu primeiro gol na Copa.

Depois do gol, a Argentina diminui o ritmo. Só ameaçou novamente aos 31 minutos. Di Maria recebeu um bom passe, também de Banega, e sofreu falta quando se aproximava livre da área. Messi cobrou a falta e a bola explodiu na trave esquerda de Uzoho.

Com o resultado favorável, a Argentina começou o segundo tempo morna. Não atacava com vontade e deixava a Nigéria jogar. Só que os africanos também não ameaçavam o gol de Armani, que não tinha trabalho no jogo.

Com mais presença no campo de ataque, a Nigéria conseguiu um escanteio aos 3 minutos. Mascherano, que vinha fazendo uma partida muito ruim, agarrou Balogun dentro da área durante a cobrança do escanteio. O juiz viu e deu o pênalti, para desespero do time sul-americano. Moses cobrou a penalidade com frieza e empatou. Nigéria 1 x 1 Argentina.

Os argentinos sentiram o gol de empate e tiveram um período em que nada dava certo no jogo. Erravam passes, não conseguiam dominar bolas recebidas. A Nigéria aproveitava os contra-ataques. Aos 29 minutos, em um contra-ataque em velocidade, a bola foi cruzada para Ighalo. Rojo cortou parcialmente e o atacante nigeriano chutou com perigo para fora.

Quando finalmente a Argentina conseguiu chegar na área, aos 34 minutos, Higuaín desperdiçou. A resposta veio quatro minutos depois. Ighalo recebeu dentro da área, na frente de Armani e o goleiro argentino fez boa defesa.

Quando tudo parecia perdido e as arquibancadas tinham um aspecto de velório, a Argentina conseguiu seu gol salvador. Mercado cruzou na área e Rojo pegou de primeira para fazer explodir em festa o estádio, pintado de azul e branco.

A Nigéria ainda tentou seu gol de empate, mas sem qualquer eficiência. Aproveitando o desespero africano, o time argentino teve mais posse da bola e conseguiu gastar o tempo. Ao final da partida, os jogadores fizeram uma grande festa, em uma mistura de alegria com alívio. Com o resultado, a Argentina se classificou em segundo do grupo e enfrenta a França nas oitavas-de-final.

Edição: Amanda Cieglinski

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212