Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Londres alerta cidadãos após atentados em Bruxelas - Jornal Brasil em Folhas
Londres alerta cidadãos após atentados em Bruxelas


Londres desaconselha seus cidadãos a irem a Bruxelas, depois dos atentados que atingiram a capital belga - anunciou o Ministério britânico das Relações Exteriores, nesta terça-feira.

As autoridades belgas desaconselham, atualmente, qualquer viagem a Bruxelas. Nós os aconselhamos a seguir as instruções das autoridades de segurança belgas, declarou o Foreign Office.

Muito incomum de ser feito em relação a um outro país europeu, esse alerta atualiza a recomendação anterior, que pedia apenas vigilância, que se mantivesse distante da multidão e evitasse transportes públicos.

O porta-voz do premiê David Cameron foi o primeiro a anunciar que Londres desaconselhava qualquer viagem sem razão imperativa. Em seguida, foi a vez de o Foreign Office emitir um alerta, desaconselhando viagens a Bruxelas.

À noite, o Ministério informou que dois britânicos estão entre os mais de 200 feridos dos atentados.

Londres também anunciou o envio de uma equipe de investigadores para ajudar as autoridades belgas.

Eles vão reunir o máximo de material para ajudar a investigação a avançar, tentar compreender o que aconteceu e determinar quem é responsável, explicou um porta-voz do primeiro-ministro.

Nunca deixaremos esses terroristas ganharem, declarou David Cameron mais cedo, na saída de uma reunião de emergência de seu governo dedicada aos atentados.

Cameron conversou com seu colega belga, Charles Michel, ao qual manifestou suas condolências e ofereceu ajuda.

A polícia britânica reforçou sua presença em locais sensíveis no Reino Unido, incluindo nos meios de transporte, para proteger a população, disse o chefe da seção antiterrorista, Mark Rowley.

O nível de alerta de segurança no Reino Unido se mantém grave desde agosto de 2014, o quarto de uma escala até cinco.

Apesar de o nível de ameaça não mudar, aumentou a presença policial nos portos, aeroportos, estações de metrô e estações de trem internacionais, revelou uma porta-voz do primeiro-ministro.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212