Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Maduro diz que vice-presidente dos EUA é cobra venenosa - Jornal Brasil em Folhas
Maduro diz que vice-presidente dos EUA é cobra venenosa


O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, chamou nessa quarta-feira (28) de cobra venenosa o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, que está em uma viagem pela América Latina, passando pelo Brasil e Equador. No Brasil, Pence esteve com o presidente Michel Temer e foi a Manaus visitar um abrigo destinado ao acolhimento de imigrantes venezuelanos.

A cada vez que a cobra venenosa de Mike Pence abre a boca, eu me sinto mais forte, mais claro de qual é o caminho, o caminho é nosso, é venezuelano, não é o que nos aponta Mike Pence, disse Maduro durante ato transmitido pela emissora de televisão estatal VTV, por ocasião da entrega do Prêmio Nacional de Jornalismo.

Não é o que ele diz que a Venezuela vai fazer, fracassado e derrotado Mike Pence. Sim, te derrotamos e vamos te derrotar onde esteja, para onde viaje, Mike Pence, a revolução bolivariana se torna cada vez mais forte, acrescentou o presidente.

Durante visita a um albergue de refugiados em Manaus, no Amazonas, Pence disse que o governo de Maduro é uma ditadura brutal (que) debilitou a economia e provocou êxodo em massa de venezuelanos.

Na viagem ao Brasil, o norte-americano pediu a adoção de atitudes firmes contra o regime de Maduro, a quem acusou de fazer da Venezuela um país pobre.

Defesa

Maduro se defendeu ao afirmar que seu país sofre uma guerra econômica, uma tese do chavismo governante que atribui o pobre desempenho da sua economia a supostos atos de sabotagem orquestrados por opositores e pelos próprios Estados Unidos, e lembrando que na Venezuela foram realizadas 24 eleições nos últimos 19 anos.

O venezuelano criticou a complexada e racista União Europeia, que esta semana impôs novas sanções contra 11 altos cargos do governo venezuelano, e afirmou que os países do bloco estão de joelhos diante do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

*Com informações da EFE

 

Últimas Notícias

Furto de combustível causou explosão que matou ao menos 66 pessoas
Sobe para 399 número de presos por ataques no Ceará
Migrantes desaparecidos em naufrágio no Mediterrâneo já são 114
Aniversário de São Paulo terá programação com diversidade de ritmos
Mais de 600 pessoas levavam gasolina na hora da explosão de oleoduto
Pré-carnaval movimenta foliões nas ruas do Rio
Brasil expressa condolências às famílias das vítimas no México
Marcha das Mulheres reúne milhares pelo mundo

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212