Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Abr de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Espanha e Rússia vão para a prorrogação em Moscou - Jornal Brasil em Folhas
Espanha e Rússia vão para a prorrogação em Moscou


Depois de um primeiro tempo de muita marcação e um segundo tempo, em que as duas equipes concentraram o jogo no meio de campo, Rússia e Espanha jogam a primeira prorrogação da Copa, em Moscou. Empatadas em 1 a 1, as duas seleções fizeram um segundo tempo de jogadas pontuais de ataque.

A primeira jogada de ataque no segundo tempo foi da Espanha. O lateral esquerdo Jordi Alba quase marca, mas a bola foi fraca para a defesa do goleiro Akinfeev. Claramente, a seleção espanhola adotou uma postura mais ofensiva em campo, na tentativa de fazer o segundo gol. A Rússia veio para o segundo tempo com uma mudança: o zagueiro Granat entrou no lugar de Zhirkov.

Passados dez minutos, com um forte esquema defensivo, com quatro zagueiros em campo, a Rússia esperava um erro da Espanha para buscar a virada no placar. Os espanhóis trabalhavam a bola pelo lado do lateral-esquerdo Jordi Alba, em triangulações com Isco e Davi Silva, na tentativa de romper o bloqueio russo.

Aos 15 minutos, a seleção russa faz a sua segunda mudança: entrou o meia Cheryshev no lugar do também meia Samedov. Aos 19, nova mudança na Rússia. O atacante Smolov entrou para a saída de Dzyuba, autor do gol de empate em cobrança de pênalti. Logo depois, foi a vez de a Espanha fazer alteração no seu time: Iniesta entrou no lugar de Davi Silva.

Aos 23 minutos, a seleção espanhola continuou no ataque, mas sem encontrar espaços para ir até o gol. Com Iniesta em campo, as jogadas começaram a fluir pelo meio, porém esbarravam no forte esquema defensivo da equipe anfitriã. Em seguida, Fernando Hierro fez mais uma alteração: colocou o lateral Carvajal no lugar do zagueiro Nacho. As mudanças na Espanha pouco mudaram o ritmo do jogo, que continuava com eventuais jogadas de ataque organizadas por Iniesta.

A falta de movimentação de seus jogadores na frente da área da Rússia, fez Fernando Hierro, aos 34 minutos, tirar Diego Costa e colocar o atacante Aspas. Ele quase marcou, após uma jogada de Iniesta pela esquerda, com uma bola que passou perigosamente pelo canto esquerdo do goleiro da Rússia.

Aos 44 minutos, após uma série de escanteios, a Espanha tentou o desempate, mas as jogadas foram neutralizadas pelos defensores russos. O árbitro holandês deu quatro minutos de tempo adicional. As duas seleções buscavam, em jogadas esporádicas, o gol. Após mais uma tentativa de ataque do time espanhol, o árbitro holandês Bjorn Kuipers apitou o fim de jogo, que foi para a prorrogação de 30 minutos.

Edição: Aécio Amado

 

Últimas Notícias

Ex-presidente do Peru tenta se matar ao receber ordem de prisão
Ex-presidente do Peru está em estado grave após tentativa de suicídio
Governo argentino lança pacote de medidas para combater inflação
PRF apreende no Rio 300 mil maços de cigarros contrabandeados
Famílias de baixa renda de Brumadinho recebem auxílio emergencial
Governo autoriza uso da Força Nacional para segurança na Esplanada
Chega a 18 número de mortos no desabamento no Rio de Janeiro
Fachin pede manifestação de Moraes sobre inquérito de fake news

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - EXPEDIENTE