Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 PF apreende documentos e R$ 5 mil no gabinete de Marquezelli - Jornal Brasil em Folhas
PF apreende documentos e R$ 5 mil no gabinete de Marquezelli


Depois de mais de 5 horas, os agentes da Polícia Federal (PF) deixaram o gabinete do deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP), nas dependências da Câmara dos Deputados. Os policiais cumpriram mandado de busca e apreensão de material que possa comprovar o envolvimento do parlamentar e de um de seus assessores em esquema fraudulento de concessão de registros sindicais junto ao Ministério do Trabalho.

A ação fez parte da terceira fase da Operação Registro Espúrio, que investiga a atuação da organização criminosa responsável pelo esquema de concessão de registros sindicais fraudulentos.

O deputado Nelson Marquezelli acompanhou a ação em seu gabinete. Em coletiva à imprensa, o deputado disse que foram copiados arquivos de computadores e recolhidos alguns documentos, entre eles a cópia do Marco Regulatório do Transporte de Cargas, relatado por ele. Os policiais também levaram R $ 5 mil que estavam na mala do deputado.

Ao fim da apreensão, o parlamentar reafirmou que não tem nada a temer e que a investigação é natural, apesar de acreditar que as denúncias não procedem. O deputado ressaltou que nunca foi ao Ministério do Trabalho e declarou que acredita que o esquema já exista há muito tempo na pasta, antes da gestão do PTB, por isso teria se posicionado contra a indicação de alguém do partido para assumir o ministério.

O assessor do parlamentar está prestando depoimento na Superintendência da Polícia Federal em Brasília. O deputado disse que o funcionário manteve contato intenso nos últimos anos com representantes de sindicatos, associações e cooperativas do setor de transporte de carga durante a elaboração do Marco Regulatório para o Setor de Transporte de Cargas e que pode ter informações que contribuam com a investigação.

Segundo a PF, foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão e três de prisão temporária no Rio de Janeiro e em Brasília, todos expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a pedido da própria PF e da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Também foram impostas medidas cautelares de suspensão do exercício do cargo e a proibição para que os investigados mantenham contato entre si e com servidores do Ministério do Trabalho.

A PF informou que a primeira fase da operação apontou o envolvimento de novos atores e que importantes cargos da estrutura do Ministério do Trabalho foram preenchidos com indivíduos comprometidos com os interesses do grupo criminoso.

A PGR disse que, segundo as apurações, os investigados utilizam rotineiramente os cargos para viabilizar a atuação da organização criminosa e para solicitar tratamento privilegiado a processos de registros sindicais.

Edição: Fernando Fraga

 

Últimas Notícias

Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212