Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Agente penitenciário é libertado e rebelião chega ao fim em Curitiba - Jornal Brasil em Folhas
Agente penitenciário é libertado e rebelião chega ao fim em Curitiba


Os cerca de 180 presos da Casa de Custódia de Curitiba, que estavam rebelados desde o fim da tarde do último domingo (1), libertaram o último agente penitenciário feito refém e encerraram a rebelião que já durava cerca de 86 horas.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária, o motim foi encerrado pouco depois das 8h de hoje (5). Com os detentos reunidos no pátio da unidade prisional, agentes penitenciários e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) entraram no local para revistar as celas e recontar os custodiados. Uma equipe do Departamento Penitenciário do Paraná também está fazendo uma avaliação preliminar dos danos à Casa de Custódia.

O agente penitenciário libertado esta manhã foi o último dos cinco reféns a ser solto pelos presos rebelados. Outros três agentes já tinham sido liberados ontem (4) a tarde. O primeiro servidor subjugado pelos amotinados já tinha deixado a Casa de Custódia no domingo (8), poucas horas após o início da rebelião. Apresentando ferimentos leves, todos eles foram encaminhados para hospitais próximos, onde receberam atendimento médico.

A Secretaria da Segurança estadual informou que, até o momento, não há registro de presos feridos. A pasta ainda confirmou que a principal reivindicação dos presos era evitar que membros de facções rivais fossem transferidos para unidades prisionais estaduais onde, segundo eles, os membros de organizações criminosas seriam maioria, oferecendo riscos à integridade dos detentos transferidos.

O Departamento Penitenciário do Paraná assegura que já fez um mapeamento da localização de custódia de presos das principais facções e já vem separando os presos a fim de evitar conflitos. A secretaria informou que, em virtude das precauções já adotadas, não há registros de mortes decorrentes de confronto entre facções rivais.

A rebelião começou quando os agentes penitenciários foram rendidos ao fazer a contagem dos presos da Galeria 1. A Seção de Operações Especiais do sistema prisional estadual conseguiu evitar que o tumulto se espalhasse para as outras duas galerias existentes na Casa de Custódia, mas não conseguiu impedir que cinco agentes terminassem em poder dos detentos.

Inaugurada em 2002, a Casa de Custódia é classificada pelo Depen como uma unidade de segurança máxima. Com capacidade para abrigar 500 detentos, e hoje aloja 600.

Edição: Fernando Fraga

 

Últimas Notícias

Varejo perde R$ 19,5 bilhões em 2017 por danos em produtos e furtos
A partir deste sábado, candidatos só podem ser presos em flagrante
Brasileiros não se sentem prontos para lidar com a morte, diz pesquisa
Aos 95 anos, Gervásio Baptista recebe Medalha do Mérito Jornalístico
PF combate grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros
Primavera começa hoje com possibilidade de novo episódio do El Niño
Facebook anuncia medidas para combater contas falsas e desinformação
Polícia Militar faz operação na Rocinha

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212