Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Governo anuncia corte adicional de R$ 21,2 bi e projeta queda de 3,05% no PIB - Jornal Brasil em Folhas
Governo anuncia corte adicional de R$ 21,2 bi e projeta queda de 3,05% no PIB


SÃO PAULO - Após o anúncio de uma série de medidas fiscais na véspera, o governo federal autorizou nesta terça-feira (22) um bloqueio de adicional de gastos de R$ 21,2 bilhões no Orçamento de 2016. Esse valor se soma ao bloqueio de R$ 23,4 bilhões anunciado em fevereiro e leva o total do corte na peça orçamentária para R$ 44,6 bilhões.

O anúncio, feito pelo Ministério do Planejamento por meio do relatório de receitas e despesas do orçamento deste ano, diz que o novo bloqueio visa cumprir a meta de superávit primário de R$ 24 bilhões para o governo central. Segundo o relatório, o corte se deve à uma revisão, para baixo, das estimativas de receita líquida de transferências de R$ 20,2 bilhões.

Ao mesmo tempo, o governo passou a estimar um ingresso de R$ 35 bilhões com o processo de regularização de ativos no exterior. Até então, a previsão era do ingresso de R$ 21 bilhões neste ano. O documento também traz a previsão de R$ 10,1 bilhões em receitas da CPMF em 2016. Mesmo assim, o governo informou que reestimou suas receitas para baixo, em R$ 8,7 bilhões neste ano, em relação à previsão feita em fevereiro.

Além do corte adicional de gastos, o governo também passou a prever uma contração de 3,05% para o PIB (Produto Interno Bruto) neste ano, contra a estimativa oficial anterior de uma queda de 2,9% para 2016. Mesmo assim, esta revisão ainda é melhor que a previsão feita pelo mercado, que, segundo relatório Focus do Banco Central, projeta uma queda de 3,6% do PIB.

O governo confirmou oficialmente, por meio do decreto de programação orçamentária, que a inflação deverá ficar acima do previsto anteriormente e que poderá estourar novamente o teto da meta de inflação deste ano - de 6,5%. Até então, consta uma previsão de inflação de 7,10%, valor que passou para 7,44% no relatório de receitas e despesas divulgado nesta terça-feira.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212