Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Ministério anuncia R$ 2 milhões para centro do Cais do Valongo - Jornal Brasil em Folhas
Ministério anuncia R$ 2 milhões para centro do Cais do Valongo


O Ministério da Cultura informou em nota, divulgada hoje (10), que vai investir R$ 2 milhões na criação do Centro de Interpretação, Referência e Visitação do Cais do Valongo, no Armazém Docas Dom Pedro II. A previsão é de que, ainda no próximo mês, o ministério abra uma chamada pública para selecionar o projeto.

Enquanto o centro não for inaugurado, o ministério concorda com a ocupação do prédio pela organização não governamental Ação da Cidadania já que, segundo a nota, a desocupação “pode favorecer a depredação e ocupação por grupos criminosos”.

O documento afirma que não vê riscos para a perda do título de Patrimônio Mundial e que tudo fará para que sejam cumpridos os compromissos com a Unesco.

Nesta segunda-feira (9), grupos do movimento negro e de religiões de matriz africana fizeram uma lavagem para marcar um ano da concessão do título ao Cais do Valongo, o maior porto escravagista da história. Organizações da sociedade civil alertam que o local está abandonado, necessita de obras e pode perder o título.

Segue a íntegra da nota do ministério:

Em relação ao Armazém Docas Dom Pedro II, no Rio de Janeiro, o Ministério da Cultura esclarece que:

- Vai investir R$ 2 milhões na criação do Centro de Interpretação, Referência e Visitação do Cais do Valongo, que deverá funcionar no Armazém Docas Dom Pedro II. Em agosto, abrirá chamada pública para selecionar um projeto. Com isso, espera viabilizar, de forma republicana, a ocupação sustentável do espaço e o cumpirmento de uma das obrigações assumidas pela prefeitura e pelo Iphan perante a Unesco.

- O prédio onde ficará o centro - o Armazém Docas Dom Pedro II - foi cedido em junho ao Ministério da Cultura pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU). O imóvel, de 14 mil metros quadrados, localizado na região portuária do Rio, ao lado do Cais do Valongo, é hoje ocupado pela ong Ação da Cidadania.

- É favorável à presença da ong no local até que as obras do centro de interpretação sejam concluídas, por entender que a desocupação do prédio pode favorecer a depredação e/ou a ocupação por grupos criminosos.

- Enfatiza que não há, neste momento, qualquer risco de perda do título de Patrimônio Mundial concedido ao Cais do Valongo pela Unesco. O prazo estabelecido pelas partes para a construção do centro de interpretação termina em 2019. Com o lançamento da chamada pública em agosto e a destinação, já prevista no Orçamento, de R$ 2 milhões em recursos federais para a execução da obra, o Ministério da Cultura espera contribuir para que sejam cumpridos os compromissos assumidos junto ao organismo internacional.

Edição: Carolina Pimentel

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212