Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 PF consegue cumprir 10 mandados de prisão na Operação Caminho Certo - Jornal Brasil em Folhas
PF consegue cumprir 10 mandados de prisão na Operação Caminho Certo


A Polícia Federal (PF) cumpriu hoje (13) 10 dos 27 mandados de prisão temporária expedidos pela Justiça Federal contra integrantes de uma quadrilha de tráfico de drogas e roubo de cargas que age na comunidade conhecida como Complexo das Retas, no município de Itaboraí, região metropolitana do Rio. A Operação Caminho Certo investigou por seis meses o crime organizado e suas ramificações em Itaboraí.

De acordo com a polícia, o principal líder da facção criminosa que atua na região, Lindomar de Oliveira Brantes, conhecido como Dodô, foi recentemente transferido do presídio federal de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, para o Complexo Penitenciário de Gericinó e está entre os alvos da operação. Dodô, mesmo preso, comandava as ações da quadrilha de dentro do presídio.

De acordo com o chefe de operações da PF, Enrico Zambrotti, quatro dos dez presos foram pegos em flagrante com armas de fogo ou drogas. Ele disse também que todos os 17 mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Na ação, foram apreendidos revólveres, espingardas e pistolas, além de 15 quilos de cocaína e uma quantidade de maconha ainda não contabilizada.

Segundo Zambrotti, o roubo de cargas na BR-101 registrou um aumento muito grande, porque além da forte presença do tráfico de drogas, tem tido elevado índice de roubo de cargas em razão da proximidade com importantes rodovias de escoamento de produtos e suprimentos no estado. O delegado afirmou que a quadrilha atuava intensamente na região, realizando uma média de dois roubos por semana de cargas diversas, indo de materiais elétricos a alimentos.

As investigações ainda estão em andamento, mas a PF suspeita que parte das cargas roubadas eram compradas por pequenos comerciantes da Região dos Lagos.
A ação contou com apoio da Polícia Militar, por meio do Batalhão de Operações Especiais, do Batalhão de Choque e do Grupamento Aeromóvel. O Ministério Público do Rio também auxiliou nas investigações do caso.

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212