Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Tremores de terra e explosões em Chillán deixa Chile em alerta - Jornal Brasil em Folhas
Tremores de terra e explosões em Chillán deixa Chile em alerta


A atividade vulcânica registrada durante os últimos dias no complexo Nevados de Chillán, a pouco mais de 400 quilômetros ao Sul da capital chilena, Santiago, voltou a alarmar parte dos moradores da região conhecida como Biobío e as autoridades nacionais.

Segundo o Serviço Nacional de Geologia e Mineração do Chile (Sernageomin), um novo tremor de terra foi sentido na manhã de hoje (15). As estações de monitoramento instaladas nas imediações do complexo vulcânico registraram um abalo de magnitude 3,8 na escala Richter, seguido por explosões originadas a 1,8 quilômetro de profundidade

O sismo e a explosão ocorreram às 3h24 (horário local, 2h24 pelo horário de Brasília). Em seguida, uma coluna incandescente de aproximadamente 340 metros de altura subiu aos céus, espalhando material particulado e motivando o governo chileno a manter o alerta laranja na região.

O nível de alarme indica, segundo o Sernageomin, a possibilidade de que ocorram novas explosões de mesma ou maior intensidade que a desta manhã. Com o alerta, a população deve procurar se distanciar do vulcão e seguir as instruções das autoridades que, por sua vez, devem divulgar relatórios diários com recomendações aos cidadãos chilenos e turistas.

Com 3.216 metros de altura, o vulcão Chillán está distante apenas 80 quilômetros da cidade homônima, Chillán, com seus quase 200 mil habitantes. Além disso, abriga pistas de esqui e snowboard, além de resorts e termas, sendo bastante procurado por praticantes de esportes de neve e turistas em geral.

O tremor desta manhã foi o terceiro de “importante intensidade” registrado desde a última sexta-feira (13). O primeiro ocorreu nas imediações da Cratera Nicanor e atingiu 3,7 escala Richter. Na ocasião, o Sernageomin classificou o evento como a “explosão de maior energia registrada durante esta crise”. Um novo tremor de intensidade 3,9 foi registrado às 15h30 de ontem (14).

Na noite desse sábado (14), um comitê de emergência formado por técnicos e representantes de órgãos público se reuniu para analisar a situação e discutir as medidas a serem tomadas em caso de erupção. Ao final do encontro, o intendente da região de Biobío, Jorge Ulloa, disse a jornalistas que, por ora, a evacuação da área está descartada.

Edição: Aécio Amado

 

Últimas Notícias

Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212