Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Tremores de terra e explosões em Chillán deixa Chile em alerta - Jornal Brasil em Folhas
Tremores de terra e explosões em Chillán deixa Chile em alerta


A atividade vulcânica registrada durante os últimos dias no complexo Nevados de Chillán, a pouco mais de 400 quilômetros ao Sul da capital chilena, Santiago, voltou a alarmar parte dos moradores da região conhecida como Biobío e as autoridades nacionais.

Segundo o Serviço Nacional de Geologia e Mineração do Chile (Sernageomin), um novo tremor de terra foi sentido na manhã de hoje (15). As estações de monitoramento instaladas nas imediações do complexo vulcânico registraram um abalo de magnitude 3,8 na escala Richter, seguido por explosões originadas a 1,8 quilômetro de profundidade

O sismo e a explosão ocorreram às 3h24 (horário local, 2h24 pelo horário de Brasília). Em seguida, uma coluna incandescente de aproximadamente 340 metros de altura subiu aos céus, espalhando material particulado e motivando o governo chileno a manter o alerta laranja na região.

O nível de alarme indica, segundo o Sernageomin, a possibilidade de que ocorram novas explosões de mesma ou maior intensidade que a desta manhã. Com o alerta, a população deve procurar se distanciar do vulcão e seguir as instruções das autoridades que, por sua vez, devem divulgar relatórios diários com recomendações aos cidadãos chilenos e turistas.

Com 3.216 metros de altura, o vulcão Chillán está distante apenas 80 quilômetros da cidade homônima, Chillán, com seus quase 200 mil habitantes. Além disso, abriga pistas de esqui e snowboard, além de resorts e termas, sendo bastante procurado por praticantes de esportes de neve e turistas em geral.

O tremor desta manhã foi o terceiro de “importante intensidade” registrado desde a última sexta-feira (13). O primeiro ocorreu nas imediações da Cratera Nicanor e atingiu 3,7 escala Richter. Na ocasião, o Sernageomin classificou o evento como a “explosão de maior energia registrada durante esta crise”. Um novo tremor de intensidade 3,9 foi registrado às 15h30 de ontem (14).

Na noite desse sábado (14), um comitê de emergência formado por técnicos e representantes de órgãos público se reuniu para analisar a situação e discutir as medidas a serem tomadas em caso de erupção. Ao final do encontro, o intendente da região de Biobío, Jorge Ulloa, disse a jornalistas que, por ora, a evacuação da área está descartada.

Edição: Aécio Amado

 

Últimas Notícias

Índice de registro de imóveis pode melhorar transações no país
Programa para receber declaração do IR estará disponível segunda-feira
Paulo Guedes espera aprovação da reforma da Previdência até junho
Doria anuncia redução do aumento do preço médio do gás em São Paulo
Pesquisador em Engenharia Aeroespacial assume presidência do CNPq
Ortega anuncia retomada do diálogo com a sociedade organizada
Empresária vítima de tentativa de feminicídio no Rio deixa hospital
Atriz Fernanda Montenegro recebe alta de hospital no Rio

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212