Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Tuberculose: associações soam alarme por mortes e tratamento precário - Jornal Brasil em Folhas
Tuberculose: associações soam alarme por mortes e tratamento precário


Três pessoas morrem de tuberculose a cada minuto no mundo e apenas 2% dos pacientes têm acesso aos novos medicamentos - é o alerta feito por diversas associações às vésperas do Dia Internacional da Luta contra a Tuberculose.

Segundo a coalizão PLUS, que reúne diversas associações de luta contra a aids, mais de 9 milhões de pessoas contraíram tuberculose e 1,5 milhão morreram em decorrência deste mal em 2014.

As pessoas que vivem com hiv são particularmente expostas à tuberculose, a mais frequente das doenças oportunistas ligadas à aids e a primeira causa de mortalidade entre as pessoas soropositivas, aponta a coalizão PLUS em comunicado, antes de ressaltar que a situação é preocupante na África, mas também na Romênia, onde casos de resistência se multiplicam por falta de acesso aos tratamentos e cuidados.

A organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) lamenta que dois anos após a aprovação, duas novas moléculas - a Bedaquilina e a Delamanida - que permitem tratar pacientes acometidos com tuberculose multirresistente aos tratamentos mais frequentes - sejam administradas a apenas 2 dos pacientes que necessitariam.

Após meio-século de tentativas, nós temos enfim novos medicamentos que poderiam salvar os pacientes em estado mais grave e é muito frustrante não poder propor esses remédios a todos os pacientes que realmente precisam, explica Joseph Tassew, coordenador médico da MSF na Rússia, um dos países mais afetados pelos casos de tuberculose multirresistente.

Segundo a MSF, os tratamentos mais utilizados contra as formas de tuberculose custam hoje em dia entre 1.800 e 4.600 dólares por paciente, muito menos do que os custos em 2011 (entre 4.400 e 9.000 dólares).

Entretanto, o acréscimo de dois novos medicamentos e outras moléculas necessárias para a composição de um tratamento eficaz pode novamente aumentar este custo, explica a MSF, que milita para que os laboratórios proponham preços viáveis a todos os países em desenvolvimento assim como aos mais afetados pela tuberculose.

A tuberculose e tratável; ela é hoje em dia a doença infecciosa mais fatal no mundo, ressalta Grania Brigden, especialista em tuberculose da Campanha de Acesso aos Medicamentos Essenciais (CAME) da MSF.

A coalização PLUS estima por sua vez que a aceleração da resposta mundial é indispensável e convida os presidentes francês, François Hollande, e sul-africano, Jacob Zuma, que devem se encontrar nesta terça-feira em Lyon, a se mobilizarem mais para responder à luta contra a tuberculose e o hiv, verdadeiras catástrofes sanitárias mundiais.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212