Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Na CPLP, Brasil concentra esforços no desenvolvimento sustentável - Jornal Brasil em Folhas
Na CPLP, Brasil concentra esforços no desenvolvimento sustentável


Em quase dois anos na presidência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), o Brasil promoveu uma série de debates e esforços baseados em A CPLP e a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. O fechamento dos trabalhos ocorrerá hoje (17) e amanhã (18), em Cabo Verde.

O presidente Michel Temer e um grupo de ministros participam da 12ª Conferência de chefes de Estado e de governo da CPLP, na Ilha do Sol (Cabo Verde).

Criada em 1996, a CPLP é integrada por nove países: Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Além dos países-membros, também há países associados que não têm o português como língua principal, mas mantêm assento no fórum para discutir os projetos de desenvolvimento e cooperação. São países associados Mauricio, Senegal, Geórgia, Japão, Namíbia, Turquia, Eslováquia, Hungria, República Tcheca e Uruguai e outros nove serão aprovados.
Ações

Em um ano e oito meses, foram assinados três acordos a operacionalização da Nova Visão Estratégica, a resolução sobre o reforço da cooperação entre a CPLP e os observadores associados e o Plano de Ação de Díli, voltado à difusão estratégica da língua portuguesa.

O Ministério da Educação organizou uma série de eventos em nível técnico, sobre os temas da educação profissional, alimentação escolar, educação de jovens e adultos e ensino de língua portuguesa.

No Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, técnicos dos países da CPLP fizeram a oficina Ciência e tecnologia aplicada às ações de mitigação de emissões de gases de efeito estufa.
Reuniões

De novembro de 2016 a julho deste ano, à frente da comunidade, 13 reuniões ministeriais no Brasil, além de encontros de técnicos e autoridades nas áreas de saúde, educação, cultura, governo digital e meio ambiente.

A primeira reunião ministerial foi em maio de 2017, quando houve encontro dos ministros da Cultura da CPLP, em Salvador. Depois, em junho, em Brasília, ocorreu a 2ª Reunião Extraordinária do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional e a Conferência de ministros da Justiça.

No ano passado houve, em Brasília, a 9ª Reunião dos ministros do Turismo, em seguida a 4ª Reunião de ministros da Saúde e 5ª Reunião de ministras da Igualdade de Gênero, em outubro. Em novembro, foi realizada 2ª Reunião de ministros de Energia, em Foz do Iguaçu (PR).

Em março de 2018, foi realizada a 3ª Reunião dos Ministros do Comércio, em Brasília, depois a 10ª Reunião dos ministros da Educação, em Salvador, e 7ª Reunião dos ministros do Ambiente e autoridades responsáveis pela Água nos Países da CPLP, em Brasília.

No mês passado, os ministros da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior se reuniram em Brasília e no próximo dia 20 ocorrerá a 22ª Reunião Ordinária do Conselho de Ministros.

Edição: Valéria Aguiar

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212