Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Abr de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 PF apreende mais de 330 Kg de cocaína na Baía de Guanabara - Jornal Brasil em Folhas
PF apreende mais de 330 Kg de cocaína na Baía de Guanabara


Em operação na madrugada deste domingo (22), a Polícia Federal (PF) prendeu em flagrante 3 suspeitos que transportavam 336 Kg de cocaína em um barco pesqueiro na Baía de Guanabara, próximo à Niterói. A ação contou com o apoio da Marinha do Brasil.

Segundo nota da PF, a droga havia sido escondida atrás de uma parede falsa no porão do barco que também estava repleto de gelo para dificultar a localização da cocaína. Os policiais federais removeram o gelo e encontraram a droga acondicionada em 12 bolsas que, suspeita-se, seriam içadas e colocadas no interior de um contêiner em um navio com destino à Europa.

Os presos foram indiciados pela PF por tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico cujas penas somadas podem chegar a 35 anos de reclusão e, após os procedimentos de praxe, foram encaminhados ao sistema prisional onde permanecerão à disposição da Justiça.

Operação Antigoon

Ao longo dos últimos 12 meses a Polícia Federal vem aumentando o cerco aos traficantes de drogas que agem nos portos do país, principalmente no Rio de Janeiro e que já levou à apreensão de 4 toneladas de cocaína neste período.

No último dia 8, em operação conjunta, a Polícia Federal e a Receita Federal, desbaratou uma quadrilha internacional de traficantes de drogas, que transportava cocaína também em contêineres para fora do país, com destino a países da Europa, África e Ásia.

Na ocasião, a Polícia Federal admitiu a sofisticação cada vez maior da quadrilha que chegou ao ponto de, muitas vezes, receber o pagamento pela droga em moedas virtuais criptografadas, principalmente bitcoins, para dificultar o rastreamento do pagamento.

A Operação Antigoon mobilizou, na ocasião, cerca de 100 policiais federais com o objetivo de cumprir 21 mandados de busca e apreensão e 15 de prisão preventiva, em três dos principais estados da federação: Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo.

Pelo menos 12 pessoas foram presas na ocasião, inclusive um casal de empresários que liderava a quadrilha e atuava no ramo de importação e exportação. O casal foi preso pela Polícia Federal em uma mansão localizada em condomínio de luxo na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade. Faziam também parte da quadrilha, fiscais aduaneiros e portuários, empresários (alguns dos quais de fachada) e até caminhoneiros.

Como resultado da Operação Antigoon, que foi a maior já realizada no estado, foram apreendidas ao longo de um ano cerca de 4 toneladas de cocaína já refinada nos portos do Rio de Janeiro; de Vitória; de Santos, em São Paulo; de Suape, em Pernambuco.

A droga era produzida em países da América do Sul que fazem fronteira com o Brasil (Peru, Colômbia e Bolívia), dos quais era transportada por rodovia, principalmente para o Porto do Rio, o principal corredor de escoamento da droga para o exterior.

Edição: Valéria Aguiar

 

Últimas Notícias

Ex-presidente do Peru tenta se matar ao receber ordem de prisão
Ex-presidente do Peru está em estado grave após tentativa de suicídio
Governo argentino lança pacote de medidas para combater inflação
PRF apreende no Rio 300 mil maços de cigarros contrabandeados
Famílias de baixa renda de Brumadinho recebem auxílio emergencial
Governo autoriza uso da Força Nacional para segurança na Esplanada
Chega a 18 número de mortos no desabamento no Rio de Janeiro
Fachin pede manifestação de Moraes sobre inquérito de fake news

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - EXPEDIENTE